Maçonaria no Cinema e na Literatura

O Homem que Queria Ser Rei

por José Filardo

Geralmente, quando a Maçonaria aparece no cinema ou na ficção é besteira, bullshit e desinformação.  Recentemente tivemos os livros e filmes do Dan Brown, em outros filmes (Liga dos Homens Extraordinários, Mad Max, Magnólia, National Teasure) onde aparecemos protegendo Jack o Estripador (From Hell) e outros .

Ir.´. Rudyard Kipling

Mas existem exceções que confirmam a regra e uma delas é o conto de nosso irmão Rudyard Kipling, O Homem que Queria ser Rei, levado às telas em 1975 pelo Irmão John Huston, tendo no papel principal o Irmão Sean Connery.

Um filme de aventuras  recheado de espetáculo, humor, diversão e conteúdo maçônico estrelado pelo Ir.´. Sean ConneryMichael Caine, Christopher Plummer.

Plummer faz o papel de Kipling que é o narrador da história.  Sean e Michael são dois soldados ingleses, ambos maçons, que resolvem sair pelo mundo para fazer fortuna no Kafiristão, um país hipotético perdido nas montanhas do Afeganistão.

Tirando alguns traços da personalidade da personagem Daniel Dravot (Sean Connery) que não são muito edificantes para um maçom, o filme inteiro é ponteado com simbologia, palavreado, diálogos e atitudes maçônicas de alto nível.

Michael Caine

Os dois soldados salvam a vida de alguns habitantes de uma aldeia e passam a treinar os homens para a guerra.

Brother Sean Connery

No meio de uma batalha, Dravot é atingido por uma flecha que, ao invés de mata-lo, é aparada por uma correia de couro sob suas roupas, dando a

Christopher Plummer

impressão de que ele á imortal.

Dravot usava também no pescoço um berloque maçônico com o esquadro e compasso. Eles ignoravam, mas Alexandre magno havia passado pelo Kafiristão, onde fora endeusado e havia deixado símbolos maçônicos.

Quando os nativos descobrem o berloque maçônico com Dravot, eles mostram uma antiga inscrição de um símbolo maçônico em um monumento e passam a considera-lo como o Alexandre redivivo.

Não vou contar a história toda, para não estragar o prazer de assistir ao filme.  Ele está disponível à venda na Amazon.com sem legendas em português, mas mesmo assim vale a pena.

Para os libertários como eu, ele também existe à disposição na Internet, inclusive com legendas em português.

Berloque maçônico que Dravot usava

O filme é raro atualmente, por isso resolvi traduzir o conto original (será uma tradução rápida, sem compromisso com a arte) e vou publicá-lo aqui em nossa revista, para aqueles que não tiverem a oportunidade de ver o filme.

Mesmo aqueles que viram ou vierem a assistir ao filme poderão ler o conto que geralmente é um pouco diferente da linguagem cinematográfica.

Mas, para aqueles que virem o filme, tenho a certeza de que se emocionarão intensamente com o final do filme que consegue condensar o verdadeiro espírito maçônico da fraternidade.

Publicado on março 31, 2011 at 4:22 pm  Comments (4)  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/maconaria-no-cinema-e-na-literatura/trackback/

RSS feed for comments on this post.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Parabéns pelo material, muito bom e revelador.

  2. Ótimo, mais uma obra da ordem para aumentar nossa cultura. Como sempre digo, tem certas coisas acertadas dentro da ordem, para o bem da ordem, mas nem sempre entendidas pela maioria.

    Bahia

  3. Espero que num futuro bem proximo, possamos assistir novos filmes divulgando nossa querida ordem como realmente sempre foi: Reservada, unida,honesta e vencedora
    Fraternalmente
    Lamounier

  4. Achei que o filme sera bem recebido pela familia Maçonica. Certamente em um futuro bem proximo teremos outros filmes, desde que: Nao defame nossa conceituada ordem.
    Fraternalmente

    Lamounier


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: