Maçonaria na Austrália

Maçons: Três graus de revelação

22 de setembro de 2011 01:51 PM

Durante anos, as pessoas em todo o mundo têm considerado os maçons como sendo parte de um clube envolto em mistério. A Maçonaria é a mais antiga e maior fraternidade existente no mundo. Seus membros dizem que ela não é nem uma religião nem uma seita. Tem mais de cinco milhões de membros em todo o mundo, e os números continuam a crescer. Charlotte Azzopardi desvenda os segredos por trás do misterioso grupo.

“As pessoas parecem pensar que é um segredo, mas não é”, diz John Burgess, maçom durante 50 anos.

”Há pequenos pedaços dela que são distintamente peculiares à Maçonaria, que só os maçons conhecem. Mas se recorrer à internet, pode encontrar o que quiser sobre ela.”

Mas nem sempre foi assim. Rumores de que era um culto secreto, religião ou governo mundial foram sussurrados pelas costas de homens que se reuniam, vestidos com roupas idênticas, por motivos que ninguém conhecia.

Hoje isso é algo que faz rir os maçons.

”É uma pena as pessoas pensem assim”, diz Gary Vaughan, residente em Darley. ”Eu disse às pessoas eu sou um maçom. Alguns deles ficam intrigados e algumas pessoas dizem que eu estou em uma seita. Não é uma seita. Não é nada parecido com isso. Também não se trata de religião. ”

Os maçons promovem um modo de vida que reúne homens de pensamento comum em uma irmandade. Os princípios são baseados em tolerância, igualdade, caridade, honra, moralidade e autodesenvolvimento.

O Sr. Vaughan, 34 anos, é relativamente novo na Maçonaria, tendo acabado de completar os três graus necessários para se tornar um mestre maçom – o grau em nível de entrada na loja.

Mas, é algo que ele cresceu sabendo. Seu tio, primos e irmãos são maçons na Inglaterra.

”É algo que eu sempre pensei que eu queria fazer… Estou interessado no lado histórico dela e os chamados segredos eram intrigantes para aprender. Eles não são segredos de verdade, é apenas uma maneira de os maçons se identificarem.

”Meu irmão mais velho está muito orgulhoso por eu ter entrado. Estou indo para casa [na Inglaterra] em Março e ele quer que eu visite sua loja. Nós temos muito respeito um pelo outro como maçons. Não é o tipo de coisa que as pessoas fazem todos os dias. ”

Em reuniões mensais, os homens se reúnem na loja, praticando as cerimônias de iniciação, ensinando os maçons mais jovens, e ouvindo seus colegas falar sobre temas escolhidos.

A ideia por trás da exigência de fazer palestras – conhecidas como “encargos” – à frente da loja aos outros maçons serve para ensinar aos membros como falar em público, às vezes à frente de centenas de pessoas.

Os maçons são pessoas benevolentes. Eles levantaram milhares de dólares para beneficências. Só que eles não falam sobre isso. Estão lá para beneficiar a comunidade, através dos asilos, hospitais e creches.

”Ela ensina os homens de bem a serem melhores, ” diz Mr. Vaughan. ”Você está cercado por pessoas boas que fizeram as mesmas iniciações que você e o mesmo trabalho. Isso mantém você em cheque com você mesmo e você aprende com pessoas boas. ”

Não existem registros conclusivos sobre o início da Maçonaria. Alguns estudiosos argumentam que ela pode ser rastreada até os anos 1300. A crença mais difundida é que a Maçonaria moderna evoluiu de guildas de pedreiros do século 17 na Inglaterra.

A teoria sugere que as guildas iniciaram o movimento ao admitir non-artesãos para ajudar a espalhar ideias morais e espirituais.

É assim que Rob Hamilton, da loja Zetland Kyneton explica o layout da sala da loja.

“A tradição ‘diz que a loja é onde os maçons se reúnem para obter suas instruções para o seu trabalho do dia. O mestre da loja teria sido o arquiteto-chefe. Havia dois guardas à porta, e eles tinham que receber uma senha para que as pessoas entrassem. É aonde eles vinham também para receber seu pagamento, e se eles não tinham a senha correta para o seu nível, eles não seriam pagos… Isto é realmente uma administração de canteiro de obra. ‘‘.

Todas as lojas são iguais interiormente. Talismãs, estátuas e símbolos adornam as paredes, mas eles são cobertos por cortinas pequenas quando não membros entram na loja. No meio do piso existe um tapete impressionante quadriculado em preto e branco.

Os novos maçons entram na loja como aprendiz maçom. Leva 12 meses para percorrer o que são chamados “graus” para se tornar um mestre maçom.

O Venerável Mestre da Loja Zetland de 76 anos, Bill Allen foi iniciado como maçom há 45 anos.

”Você começa a conhecer um ao outro e você confia um no outro. Você tem que ser capaz de contar com o cara ao seu lado. Onde quer que vá, há sempre maçons. Certas frases os identificam, ou você pode estar indo pela rua e há certa maneira neles, você pode identifica-los. ”

Geoff Ralph, 40, ingressou na loja Melton há seis anos, e desde então vem trabalhando em sua trajetória até o cargo de venerável mestre.

”Quanto mais você se expõe a ela, mais você quer aprender. É rica em história. Meu bisavô foi maçom durante 40 anos. Isso me intrigava. Eu procurei através de todos os registros militares e me perguntava por que ele ingressou.”

A Maçonaria está impregnada de simbolismo que remonta há séculos. A mais óbvia é a roupa usada pelos maçons. Em reuniões mensais, cada homem veste terno, gravata, avental e luvas brancas.

”As luvas surgiram para que ninguém pudesse dizer o trabalho que você fazia. Se você é um trabalhador braçal ou um cirurgião, se as mãos estão cobertas, ninguém sabe. Todos são tratados no que chamamos de ‘nível’ – igual”, diz o Sr. Ralph.

O terno idêntico é pela mesma razão.

”O avental é muito simbólico dos maçons. Você começa com um avental branco liso e esse é o primeiro grau.”

A maioria dos maçons está seguindo os passos de um pai, irmão ou avô. Mas nem todos. Oliver Hodnik, residente em Hoppers Crossing mudou-se para a Austrália quando tinha seis anos de idade, e nunca tinha ouvido falar da maçonaria. Ele é a primeira pessoa em sua família a ingressar em uma loja.

”Eu gosto da ideia de algo exclusivo. É um clube, isso é o que é, um clube de pessoas e um clube de amigos. Há um monte relacionamentos e um monte de amigos a serem feitos. Eu gosto desse aspecto porque não tive muita influência de uma pessoa mais velha em minha vida. Eu cresci sem meus avós, porque sempre fomos separados. Por isso é bom ter à sua volta alguns caras mais velhos e todo o conhecimento que você absorve deles.”

Em 73, John Burgess está comemorando seu 50º aniversário como um maçom. Ele usa seu uniforme e medalhas com orgulho imenso, tendo sido apresentado ao grupo pelo seu avô.

”Meu avô foi uma grande influência em minha vida. Ele costumava falar sobre todos os tipos de coisas. Nós nos sentávamos, apenas um par de sujeitos tagarelando. Quando eu tinha acabado de completar 18 anos ele me perguntou se eu gostaria ingressar na maçonaria.”

O Sr. Burgess de Subury, não aceitou a oferta até que tivesse 21 anos e usou o avental de seu avô em sua cerimônia de iniciação.

“A Maçonaria é uma boa coisa para se pertencer. Não há nada sórdido sobre ela. Ela é absolutamente incrível. Você estará vagando por um evento e alguém vai dizer uma palavra e pronto! É como um código, você tem que estar alerta sobre que está sendo falado e lá está, você encontrou outro maçom. Algumas pessoas pensam que é um mundo um pouco antiquado, e é antigo. Mas essa é a beleza de tudo isso também.

“Segredos e mistérios a tornam interessante. É quando você sabe tudo sobre ela que o brilho desaparece. Mas, no meu caso isso se tornou uma coisa para o resto da vida.”

 

===

publicada em http://www.humeweekly.com.au/news/local/news/general/freemasons-three-degrees-of-revelation/2300822.aspx

Publicado on setembro 28, 2011 at 1:13 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/maconaria-na-australia/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: