Um lobby pega-direita da Maçonaria

Tradução José Filardo

François Koch, l’Express

Em 2009, a GLNF de François Stifani que sonhava rivalizar com o Grande Oriente, constituiu um grupo discreto e rocambolesco de pressão política. Revelações.

“Respeitarás sempre a ordem do G20.  Não revelarás em nenhuma circunstância os segredos trocados no seu seio. Tu te mostrarás sempre leal ao grão mestre François Stifani.”  Tais são três dos dez mandamentos do misteriosos G20, criado no início de 2009 no seio da Grande Loja nacional Francesa (GLNF) e dissolvido um ano depois.

Qual era o objetivo? Implantar uma comunicação de influência voltada para os executivos, melhorar a imagem da obediência com a finalidade de aumentar seus efetivos de 40.000 para 80.000 membros. Outra finalidade definida: constituir uma “força de apoio ao presidente da república”. A principal originalidade deste G20 foi associar maçons de outras obediências, profanos e – que audácia! – mulheres.

Jean Sarkozy como produto chamariz

Quando da reunião na sede da GLNF, em um imóvel novinho em Paris, os participantes foram convidados a adotar uma “vestimenta formal escura e gravata preta”. O ponto no. 4 da ordem do dia de uma das sessões: “Discrição”. Um dos participantes conta que foram obrigados a deixar o celular ao entrar na sala. Outro, que um neutralizador de sinal de telefonia estava instalado.

Dois animadores estão manobrando: Guillaume Jublot e Frédéric Lacave, respectivamente diretor e chefe de gabinete do Grão Mestre. Fora da ordem, o primeiro foi chefe de gabinete de Christian Blan, Secretário de Estado encarregado do desenvolvimento da região da Capital; o segundo chefe de gabinete do prefeito da região Ile de France, o centro de Paris.

Utilizado como um produto chamariz, Jean Sarkozy, na qualidade de conselheiro geral de Hauts-de-Seine, figurava como primeiro nome na lista de presença de uma das reuniões do G20. Com o título de convidado. Mas, foi ele realmente convidado? E neste caso, ele compareceu? Muitos membros do grupo deixam parar a dúvida. “Se Jean tivesse vindo, eu saberia”, afirma Arnaud Teullé, militante do UMP de Neuilly-sur-Seine e candidato fracassado à prefeitura. Este profano assistiu a uma reunião do G20 em uma ocasião em que ele ocupava um escritório no Palácio do Governo. Uma alto dignitário garante que o irmão François Guéant, filho de Claude, então secretário geral do Palácio do Governo também compareceu. O interessado desmente categoricamente. Entre os outros participantes, na conta de políticos como Cyrille Dechenoix, conselheiro geral (UMP) de Hauts-de-Seine, ou Fabrice Morénon, então diretor de gabinete do presidente do grupo UMP na região Ile-de-France, que se tornou diretor de relações institucionais da SNCF – Ferrovias Francesas. Há também Alain Jacques, então chefe de gabinete de Hubert Falco, secretário de estado encarregado de organização do território, e Claude Girard, então na direção de relações de trabalho do CEA antes de migrar para o Comissariado Geral de investimentos. Ou ainda, Malika Benlarbi, sub-prefeita, atualmente diretora de comunicação e relações exteriores Maghreb e Oriente Médio da empresa l’Oreal. “François Stifani queria ouvir-me falar das mulheres, dos jovens, dos muçulmanos”, conta ela. O grão mestre, sem dúvida, inspirou suas reflexões quando propôs em fevereiro de 2010 a Nicolas Sarkozy, “a criação de uma nova instância não relacionada com cultos [para os muçulmanos]”.

Estas são as atividades oficiais. “Entre as finalidades implícitas do G20 figurava o proselitismo e a transformação da GLNF no Grande Oriente de direita”, admite Frédéric Lacave, hoje coordenador ministerial de inteligência econômica. “Não é Grande Oriente que deseja, observa Alain Juillet, um dos principais opositores ao grão mestre da GLNF.  O fracasso do G20 é patente, era puro vento.”

E este vento cessou de soprar no final de 2009.

 

Publicado on janeiro 8, 2012 at 9:55 am  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/lexpress-g20-um-lobby-pega-direita-da-maconaria/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: