GLUI: Comunicação Semestral do Grão Mestre Adjunto – Setembro 2011

Tradução José Filardo

Comunicado Trimestral do RW Grão-Mestre Adjunto Jonathan Spence

14 / 09/ 2011

Irmãos,

É muito bom ver todos aqui hoje e espero que vocês tenham tido um verão muito agradável e refrescante. O verão não é apenas um tempo para a recarga das baterias, mas acho que é também um tempo de reflexão e de preparação para os desafios futuros. À medida que nossas atividades maçônicas começam novamente para o Outono, eu pensei que seria adequado compartilhar com vocês algumas reflexões sobre alguns aspectos essenciais da pura Antiga Maçonaria, sendo o Craft e o Sagrado Real Arco. Vi-me na obrigação de assim proceder após ter ouvido uma entrevista concedida pelo Grande Capelão à BBC em maio, na qual ele deixou claro ainda haver muito equívocos substanciais a respeito da nossa organização, quando não deveriam existir.

Temos de ser absolutamente claros quando discutimos nossa Pura Antiga Maçonaria que pertencemos a uma organização secular, isto é uma organização não-religiosa. Esta foi uma observação muito eloquente feita pelo Grande Capelão durante sua entrevista. Ela é, no entanto, uma organização secular que é favorável à religião: é uma exigência absoluta que todos os nossos membros acreditem em um ser supremo. Como o finado e tristemente saudoso Dean Neil Collings tão eloquentemente colocou, isso dá “um contexto e plano de fundo ao modo de vida do indivíduo, à medida que eles procuram vivê-la”. A Maçonaria propriamente dita, como todos sabemos, não é um substituto para nem uma alternativa à religião. Ela certamente não lida com a espiritualidade; ela não tem qualquer sacramento; ou, de fato, oferece ou pretende oferecer qualquer tipo de salvação. A Maçonaria, de fato, falha absolutamente em qualquer um dos testes do que seja uma religião, conforme definido pelo falecido Reverendo Professor John MacQuarrie, ex-professor de teologia Lady Margaret em Oxford. O fato de que homens de crenças diferentes possam conviver facilmente em harmonia e amizade, sem comprometer suas crenças religiosas particulares, demonstra que uma das maiores forças do Craft, desde os seu início mais antigo, é a da Tolerância. Para assegurar que esta tolerância permaneça imperturbável, naturalmente, discussões de religião, bem como discussões de política são estritamente proibidas!

A Maçonaria organizada, desde o seu início no final do século XVII e início do século XVIII, uma época de intolerância religiosa, sempre esteve preocupada com ensino e o incentivo à moralidade. Nossos antepassados eram muito conscientes da natureza humana e suas falhas, nomeadamente as do egocentrismo e egoísmo. O Craft procurava incentivar os homens a serem leais ao seu país, obedecer à lei, tentar ter o melhor comportamento, considerar suas relações com os outros e tornar-se mais amplamente úteis aos seus colegas homens, isto é, às suas comunidades mais amplas. Em outras palavras, procurar levar uma vida moral. As cerimônias foram usadas como o principal meio de ensino e ilustração dos princípios do Craft: eles eram, e ainda são em grande medida um conjunto dramático e eficaz de peças teatrais educativas.

O Craft, enquanto organização secular, permanece tão igualmente preocupado hoje com incentivar estes ideais. Sugiro que, na linguagem de hoje, nós possamos articular os princípios fundamentais a que nossos membros se inscrevem, tais como integridade, honestidade, justiça, bondade e tolerância. Estes são princípios dos quais devemos ser muito orgulhosos e não devemos hesitar em articulá-los, quando oportunidades adequadas se apresentam para nossa família, amigos e, na verdade, a Comunidade mais ampla em que vivemos. Também devemdos deixar muito claro que gostamos muito de nós mesmos e do que fazemos. Não tenho a menor dúvida de que nossos princípios apelarão para aqueles que não são maçons, se eles estiverem cientes deles. Uma vez que esteja claramente entendido que a natureza do nosso ritual, muitas vezes escrito em um estilo antigo de linguagem elegante é o de uma peça teatral de moralidade, muitos dos malentendidos genuínos cairão por terra.

O futuro do Craft depende obviamente de atrair e reter candidatos de boa qualidade. Nossos princípios, creio eu, devem ser atraentes para muitos homens de boa reputação e a integridade. É muito importante que todos nós só recomendemos a nossas lojas homens que sabemos subscrever nossos princípios, que acreditamos desfrutarão ser membros do Craft e que se misturarão alegremente com os outros membros de suas lojas individuais.

O outro lado dessa moeda é que devemos ter cuidado em nossa escolha de candidatos. Isso é algo que se conta a cada novo Mason na Instrução após a iniciação e por um motivo muito bom. Candidatos inadequados são susceptíveis de prejudicar o Craft em geral e sua própria aloja em particular.

Que cada um de nós tem um papel importante a desempenhar na articulação clara do que é a Maçonaria, e incentivar adequadamente candidatos qualificados a serem membros. Para dar suporte a isso, nossa direção estratégica de comunicação a ser brevemente anunciada, juntamente com os resultados do grupo de trabalho sobre tutoria, percorrerá um longo caminho para nos ajudar a falar abertamente e de maneira informada sobre a Maçonaria. Nosso sucesso ajudará a garantir o futuro da Maçonaria no longo prazo.

Publicado on junho 21, 2012 at 1:25 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/glui-comunicacao-semestral-do-grao-mestre-adjunto-setembro-2011/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: