Encontre o seu tipo de ateismo…

Tradução José Filardo

ABRACE UM ATEU

ABRACE UM ATEU!

Os 6 tipos de ateus e não crentes na América 

Por  Amanda Marcotte

Os pesquisadores entrevistaram não-crentes para descobrir quem abandona a religião e por quê. As respostas nos dizem muito sobre religião e não-crença na América.

11 de Julho de 2013

Com o número crescente de pessoas na América  – agora quase um em cada cinco  – que não têm absolutamente nenhuma filiação religiosa, mais pessoas estão fazendo perguntas sobre quem, exatamente, são esses incrédulos. Nem todos eles se identificam como ateus ou agnósticos ou  não-crentes, mas muitos o fazem, e embora existam muitas pessoas que se oferecem para defender esta comunidade em particular, poucos estão dispostos a falar por eles.

Afinal, ao contrário dos crentes, os não-crentes não têm autoridades, hierarquias, teologia, nada para que possamos olhar para determinar exatamente quem são essas pessoas. Além disso, a imagem pública dos ateus, que são um grupo diversificado, na realidade, está sendo moldada por um punhado de homens brancos com voz – Richard Dawkins e Christopher Hitchens sendo os mais famosos, que, embora sejam muito respeitados na comunidade ateia, não são realmente representativos.

Devido a isso,  pesquisadores da Universidade do Tennessee, em Chattanooga  decidiram pesquisar e entrevistar não-crentes para descobrir que tipo de pessoa abandona a fé religiosa e por quê. Com base nessa pesquisa, os autores do projeto foram capazes de dividir os não-crentes em seis categorias básicas, algumas das quais podem surpreendê-lo.

Vamos por partes: Embora os ateus tenham uma imagem pública de ser dogmático e beligerante — uma imagem que ateus famosos como Bill Maher só acabam por reforçar — os pesquisadores descobriram que isso, absolutamente, não é verdade. Apenas 15 por cento dos não-crentes, nem mesmo se encaixam na categoria daqueles que procuram ativamente as pessoas religiosas para discutir com elas, e o subconjunto daqueles que são dogmáticos sobre isso é provavelmente ainda menor do que isso. Mas, isso não significa que a maioria dos não-crentes está apenas por aí, girando seus polegares e não deixando o ateísmo afetar a sua visão de mundo. Pelo contrário, os pesquisadores descobriram que a maioria dos não-crentes toma algum tipo de medida no mundo para promover o humanismo, o ateísmo ou o secularismo. Aqui estão detalhes dos tipos.

1. Intelectual ateu / agnóstico.  De longe, o tipo mais comum de não-crente; cerca de 38 por cento. Este grupo gosta do discurso intelectual, e embora estejam muitas vezes muito certo sobre suas crenças, eles não são beligerantes sobre elas. Estes tipos, muitas vezes, são confundidos com ateus dogmáticos. No entanto, porque eles têm uma tendência a participar de grupos de céticos ou de não encontrar caminhos para discutir a não-crença com outros. No entanto, como os pesquisadores notaram, estes não-crentes “associam-se a outros intelectuais, independentemente da posição ontológica do outro,” desde que seus amigos “versados e educados sobre várias questões da ciência, filosofia, teologia “racional” e, diálogo religioso socio-político comum. Eles gostam de discutir religião, mas não estão particularmente interessados ​​em perseguir os crentes a deixá-los em um momento difícil.

2. Ativista.  Este grupo também é comumente acusado de ser dogmático, mas assim como o intelectual ateu, embora sejam firmes em suas crenças, eles são intelectualmente flexíveis e não priorizam o ataque aos crentes. Em vez disso, eles são motivados por um forte senso de valores humanistas para promover a mudança no mundo, muitas vezes tornando questões relacionadas, tais como o feminismo, direitos dos homossexuais, ou o ambiente, uma prioridade em relação a simplesmente defender o ateísmo. Este grupo também defende uma  comunidade  ateia melhor e mais igualitária, de acordo com os pesquisadores: “Eles procuram tanto falar quanto agir  em relação às questões atuais na esfera socio-política ateia e / ou agnóstica.” Devido a isso, eles infelizmente  atraem um grande número de abusos de uma minoria pequena, mas barulhenta de ateus  que desaprova a conexão do secularismo a questões de justiça social maiores; mas eles têm os números do seu lado. Eles são a segunda maior subcategoria de não crentes, representando 23 por cento dos não crentes.

3.  Buscador-Agnóstico.  Este grupo, que representa 7,6 por cento dos não crentes, provavelmente não é tão crítico da religião quanto a maioria dos outros grupos. Eles priorizam o desconhecimento. Se você alguma vez se deparar com pessoas dizendo: “Eu não sei, mas nem você!”  em relação à crença religiosa, você está lidando com um  buscador-agnóstico. Eles realmente não acreditam em nada, mas eles sentem-se desconfortáveis ​​comprometendo-se totalmente com a falta de crença. Eles geralmente são acusados de covardia intelectual pelos ateus, mas os pesquisadores os defendem, dizendo: “Para o Buscador-Agnóstico, a incerteza é abraçada.”

4.   Anti-teísta.  Este grupo tende a ser confundido com todos os ateus pelos crentes, mas eles só constituem 15 por cento dos não crentes. Como os Intelectuais Ateus, eles gostam de discutir religião, mas são muito mais agressivos sobre o assunto e buscam ativamente as pessoas religiosas em um esforço para desiludi-los de suas crenças. Embora a maioria dos ateus limite-se a apoiar uma sociedade mais secular, os antiteístas tendem a ver o fim da religião como o objetivo real. Enquanto muitos são agressivamente raivosos, os pesquisadores salientam que isso não é necessariamente uma coisa ruim: “Por exemplo, muitos da tipologia Ateu tinha respondido terem recentemente abandonado  a crença religiosa ou terem se tornado socialmente descontentes com o status quo, especialmente em locais de alta tensão social, tais como o sudeste dos Estados Unidos”, e ser combativo com os crentes pode ajudá-los a estabelecer seu próprio senso de si mesmos e o direito à não ter uma crença.

5.  Não-teísta.  Eles não acreditam em qualquer deus, mas não pensam sobre aqueles que o fazem com muita frequência. Em tal sociedade religiosa, simplesmente abandonar a preocupação com  religião de uma forma ou de outra é praticamente impossível, razão pela qual este grupo representa apenas 4,4 por cento dos não crentes. “Um não-teísta simplesmente não se preocupa com religião”, explicam os pesquisadores. Em alguns círculos céticos / ateus, este grupo é depreciativamente designado como “shruggies”  ou “ombreiros” porque simplesmente levantam os ombros  quando lhe perguntam sua opinião sobre religião. No entanto, provavelmente alguns são indiferentes porque têm a sorte de viver em uma bolha onde a crença não importa, de uma maneira ou de outra.

6. Ateus/Agnósticos Rituais. Embora você possa pensar o antiteísta é o tipo de não crente que mais assusta os cristãos, verifica-se que este pode muito bem ser o Ateu / agnóstico ritual. Este grupo, representando 12,5 por cento dos ateus, realmente não acredita no sobrenatural, mas eles realmente acreditam nos aspectos comunitários da sua tradição religiosa, o suficiente para continuar participando. Não estamos falando apenas de ateus que têm, por acaso, uma árvore de Natal, mas aqueles que  tendem a se alinhar com a tradição religiosa, ao mesmo tempo em que não professam uma crença. “Tal participação pode estar relacionada a uma identidade étnica (por exemplo, judaica)”, explicam os pesquisadores, “ou à percepção da utilidade percebida de tais práticas em tornar o indivíduo uma pessoa melhor.” O  Christian Post encontrou claramente este grupo  mais alarmante, intitulando sua cobertura deste estudo “Pesquisadores: Ateus e agnósticos “rituais” podem estar sentados ao seu lado na Igreja “, e dedicando os primeiros parágrafos à preocupação de que as pessoas na sua própria congregação podem realmente não acreditar em seu deus. O ateísmo, ao que parece, pode estar vindo de dentro da casa (de Deus).

Embora um monte de não crentes não faça muito quando se trata de agir sobre sua falta de crença, para aqueles que estão tentando criar uma comunidade de ateus mais organizada que assuma o ativismo e ofereça comunidade, há muitas razões para esperança. O Intelectual, o Ativista e o Antiteísta, todos, de uma forma ou de outra discutem a sua não-crença com outras pessoas ou permitem que sua não-crença tenha um impacto significativo sobre suas atividades. Tomados em conjunto, eles compõem cerca de três quartos dos não crentes. Este é um grande grupo que tem muito em comum e, talvez, aquela energia possa ser aproveitada como uma força do bem.

Amanda Marcotte co-escreve o blogue Pandagon.  Ela é a autora de  É uma selva lá fora:  O Guia de Sobrevivência Feminista para Ambientes Politicamente Inóspitos.

 

http://www.alternet.org/belief/6-types-atheists-and-non-believers-america?akid=10686.253365.4jKGB0&rd=1&src=newsletter867743&t=5

Publicado on julho 12, 2013 at 4:40 pm  Comments (4)  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/encontre-o-seu-tipo-de-ateismo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Prezados e estimados Irmãos!

    Seguem minhas conclusões realizadas nos últimos quinze anos, 120 artigos (capítulos com mais de 10 mil horas de pesquisas realizadas normalmente do meio dia até a meia noite ) .

    Um especial sobre o Cristianismo Primitivo, livros ditos sagrados, religiões do mundo e um especial sobre o mitológico Jesus e outros personagens bíblicos e fatos que não aconteceram, que NÃO EXISTIRAM.

    Uma prévia, disponível (livro em fase final de correção ortográfica e diagramação), inicialmente em EBook…com o novo título:

    RELIGIÕES: Tudo o que você precisa saber antes de morrer!

    https://pt.scribd.com/oicedmocam

    Um Tríplice e Fraternal Abraço, do Ir.: (adormecido)

    OICED MOCAM
    Porto Alegre/RS/Brasil

    http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2010/10/maconaria-os-segredos.html

  2. ateu racional

  3. A evolução da intelectualidade humana não mais o permitirá acreditar em coisas sem provas, por meio da fé. FÉ….CRER….SEM….SABER

  4. Religião é tão somente um partido de trapaceiros que usam o nome de DEUS para usufruirem do próximo.
    Não ter religião não quer diuzer que alguém seja ateu!
    Se voces pesquisarem descubrirão que nazareno, denominado JESUS,combateu o judaismo, por causa do comportamento dos rabinos,. Na realidade, foram we são oportunistas, tais como os padres , pastores e imames atuais.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: