Da Loja do Santo São João em Jerusalém

Tradução José Filardo

Por Ed Halpaus

Oh… orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam. Haja paz dentro de teus muros, e abundância nos teus palácios. Por amor de meus irmãos e companheiros, eu te desejo prosperidade. Sim, porque é a casa do Senhor, nosso Deus, procurarei fazer-te bem “.Do Livro de Preces Comum.

Diz-se que todos os maçons vieram da Loja do São João Santo em Jerusalém. É muita coisa dizer que viemos de lá. Quando fui iniciado maçom, perguntei ao meu padrinho sobre esta Loja de São João em Jerusalém; eu queria saber mais sobre essa Loja. Meu novo amigo e irmão me disse que era apenas simbólico, e que não era real. Bem, é simbólico e aprender sobre alguns dos simbolismos associados a ela, de onde veio, é bastante divertido, mas também a torna mais real para mim em meu coração e mente.

A primeira referência ao São João em ritual na América pode ser encontrada no Monitor de Webb de 1797. No século XVIII, era bastante comum ver cartas entre as Lojas Maçônicas começar com a saudação: “Da Loja do Santo São João de Jerusalém, sob o nome distintivo de _______ Loja No. ______ ”

Uma questão interessante é quem era o Santo São João a que se refere a frase “a Loja do Santo São João?”

Um dos primeiros maçons franceses, de nome Bazot escreveu em um manual da Maçonaria francesa que era São João, o Esmoler. Este santo em particular foi canonizado santo pelas igrejas grega e romana, (católica). O pai dele São João era um rei de Chipre, e há duas datas designadas para os festivais deste Santo, 11 de novembro e 23 de janeiro .

No manual de Bezot, ele escreveu suas razões para pensar que este Santo era o patrono original da Maçonaria e, assim, o santo mencionado na Loja do Santo São João: “Ele deixou seu país e a esperança de um trono para ir a Jerusalém, a quem ele generosamente ajudou e assistiu os cavaleiros e peregrinos. Ele fundou um hospital e organizou uma fraternidade para assistir aos cristãos doentes e feridos, e prestar ajuda pecuniária aos peregrinos que visitavam o Santo Sepulcro. São João, que era digno de se tornar o patrono de uma sociedade cujo único objeto é a caridade, expôs sua vida mil vezes em prol da virtude. Nem a guerra, nem a peste, nem a fúria dos infiéis, podia impedir suas atividades de benevolência. Mas a morte, finalmente, o impediu no meio de seus trabalhos. No entanto, ele deixou o exemplo de suas virtudes aos Irmãos, que fizeram seu dever esforçar-se por imitá-las. Roma o canonizou com o nome de São João, o Esmoler ou São João de Jerusalém, e os Maçons – cujos templos, destruídos pelos bárbaros, que ele fez reconstruir – o selecionaram por unanimidade como seu patrono “. [i]

Embora isso seja interessante, não é certo; foi bem documentado que São João Batista era o santo padroeiro dos Maçons Operativos. Ele foi adotado como santo padroeiro da Maçonaria e, posteriormente, essa distinção foi compartilhada com São João Evangelista. Isto é demonstrado pelo fato de que a data de formação da Primeira Grande Loja em 1717 é 24 de Junho ; Dia de São João Batista.

Entretanto, São João Esmoler não deve ser esquecido entre os maçons, porque ele foi escolhido como o padroeiro da Ordem Maçônica dos Templários, e suas Comanderias, que são dedicados à sua honra por conta de sua caridade aos pobres, a quem ele chamava seus Mestres. Ele se referia a eles como seus mestres, porque ele lhes devia todo o serviço, e por conta do seu estabelecimento de hospitais para ajuda e ministério aos peregrinos no Oriente. [ii]

Antes de 1440, a Fraternidade Maçônica era conhecida pelo nome de Irmãos de João. É provável, por isso, que o nosso irmão, George Oliver D.D. cunhou o nome Maçonaria Joanita nome para descrever a Maçonaria como ela é praticada nos Estados Unidos, Irlanda e Escócia. As diferentes Lojas desses países e Grandes Jurisdições são dedicadas ao Santo São João, e em suas Lojas pode ser encontrado o símbolo do ponto com um círculo e duas linhas paralelas, que é tão familiar aos maçons nesses países. Assim, os três primeiros graus conferidos pelas Lojas Simbólicas nesses países são, por vezes, embora raramente agora, chamado de Maçonaria Joanita, porque essas Lojas são dedicadas a São João Batista e a São João Evangelista. [iii]

É interessante notar que após a formação da Primeira Grande Loja em 1717 os termos Lojas de São João, e Maçons de São João, eram aplicados a aquelas Lojas e maçons que pertenciam à Fraternidade antes da organização da Primeira Grande Loja, e quem não se filiaram à nova Grande Loja depois que ela foi inventada. Essas Lojas permaneceram principalmente Cristãs Trinitárias, enquanto a nova Grande Loja era não sectária. O nome de Lojas de São João ou Maçons de São João passaram a simbolizar o trabalho das Lojas antigas, onde significava um Maçom regular, mas não-reconhecido e não-filiado.

Há uma razão muito boa porque essa referência totalmente simbólica dizer que esta Loja do Santo São João está em Jerusalém. “Jerusalém tem, quando tomada simbolicamente, o significado de paz, descanso, [e] contentamento.” “O nome Jerusalém significa Cidade de Paz”. [iv]

Este simbolismo de paz é importante porque, quando consideramos que o primeiro grau representa a juventude, e o segundo representa a idade adulta, é preciso considerar que a paz não é, necessariamente, um atributo da juventude. Shakespeare refere-se à juventude flamejante [v] como a exuberância natural e entusiasmo da juventude. Pessoas jovens, em torno de 14 anos ou mais, são difíceis de gerenciar e elas estão em um período muito perigoso, moral e fisicamente. Isso é às vezes “adequadamente simbolizado pela condição do povo de Jerusalém no momento em que João Batista veio do deserto, vestido de pele e repreendendo as pessoas por seus pecados.”[vi]

Após da primeira “chama da juventude”[vii] ter começado a passar, o homem é trazido ao mundo onde precisa continuar a ganhar a vida para si mesmo. “Ele é colocado em contato com fatos concretos e frios, e logo descobre que a sua suposta sabedoria nada era senão a loucura habitual de juventude e da inexperiência.” Após vários anos de trabalho e aprendizagem, ele começa a se perguntar sobre os significados mais profundos da vida, do conhecimento e suas finalidades. Isso é simbólico de João Batista e seu ministério ao povo de Jerusalém, e representa o despertar da natureza moral do adulto.

A pesquisa posterior de uma forma de instrução é simbolicamente representado por São João Evangelista; ele representa o “impulso intuitivo” do eu superior, que pode ser chamado de despertar da natureza espiritual, que, eventualmente, direciona o homem para as portas da Loja Maçônica onde ele encontra paz, instrução e apoio.

Além de simbolicamente vir da Loja do Santo São João em Jerusalém, presume-se o candidato aos graus foi previamente preparado para ser iniciado maçom, “o candidato já é um maçom no sentido de que ele é um ‘construtor’ que deseja mais instrução técnica na arte de construir, e por isso é perfeitamente natural que ele venha para uma Escola de Instrução para o Ensino “,[viii] que é a Loja Maçônica.

“Orai para que Jerusalém possa ter paz e felicidade: Deixe aqueles que te amam a à tua paz ter ainda prosperidade. ” Salmo Métrico escocês [Salmo 1650 122:1


[i] Mackey’s Encyclopedia of Freemasonry – Clegg Edition Volume

[ii] ibid

[iii] A Dictionary of Freemasonry, by Robert Macoy, que inclui A Dictionary of Symbolical Masonry de George Oliver, D.D.

[iv] The Lost Key, by Prentiss Tucker

[v] Oh, que vergonha! Onde está teu rubor? Inferno revoltoso, se podes te amotinar nos ossos de uma matrona, para a flamejante juventude que a virtude seja como cera, e derreta em seu próprio fogo; não proclame vergonha quando o ardor compulsivo dá a investida, já que a própria geada tão ativamente queima e a razão é alcoviteira da vontade! Hamlet. Ato III. Cena. 4.

[vi] The Lost Key

[vii] “Porque Gin na verdade sóbria cruel fornece o combustível para a juventude ardente”. Noel Coward

[viii] The Lost Key

Publicado on junho 13, 2012 at 2:30 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/da-loja-do-santo-sao-joao-em-jerusalem/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: