AS ORIGENS DO RITO MODERNO NO RIO GRANDE DO SUL

Dionísio S. dos Santos – M.I / Fundador

 

No Estado do Rio Grande do Sul, na época GOESUL, hoje GOB-RS, majoritariamente trabalhava-se com o R.E.A.A e com poucas Lojas do Rito Adonhiramita. A Grande Loja do Estado do Rio Grande do Sul (GLERGS), além do Rito Escocês, também trabalhava com algumas Lojas do Rito Schröder e York, da mesma forma estava o Grande Oriente do Rio Grande do Sul (GORGS).

Neste período as Obediências entre si, desfrutavam de boa convivência de amizade fraternal, visitando-se constantemente.

Tendo sido iniciado na ARLS Rio Branco VI, nº 1700, federada ao Grande Oriente do Brasil (GOB), os Mestres da Loja decidiram entregar a Carta Constitutiva e ingressaram na GLERGS, que na época como Companheiro Maçom, resolvi acompanhá-los.

Após uma razoável caminhada maçônica, chegando ao Grau 17 do Supremo Conselho do Grau 33, do Rito Escocês Antigo e Aceito para a República Federativa do Brasil (Jacarepaguá), veio o espírito de um “livre buscador”. Respeitando todo e qualquer posicionamento, bateu-me uma inquietação por não concordar com alguns procedimentos ritualísticos religioso-esotéricos na época. Sentia uma necessidade de mais praticidade nas Sessões. De alguma forma a situação estava me arrefecendo…

Surgiram muitas dúvidas, me afastei por seis (06) meses, mantendo-me Regular. Após muitas conversas informais e troca de e-mails pela primeira e mais antiga Lista Maçônica do Yahoo no Estado do Rio Grande do Sul, por mim criada em 1999, de nome “ACACIA_RS”, sendo ainda Moderador até os dias de hoje, este instrumento, o mais atualizado na época, proporcionou-me uma “proposição de pensamentos”.

Em meados do ano de 2003, chamou-me atenção por diversos textos publicados na Lista Maçônica ACACIA_RS, referindo-se a uma forma prática de trabalhar ritualisticamente em Maçonaria, postado pelo nosso Irmão Antônio Onias Neto, Grau 9, Soberano Grande Inspetor Geral do Supremo Conselho do Rito Moderno e despertei…

Diante de tantas novas informações, busquei aprofundar nas origens da história do Grande Oriente do Brasil, Obediência “Mater” e percebi que havia um Rito Oficial, denominado de Moderno ou Francês, em virtude de ter sido o Rito de Fundação da maçonaria brasileira, a chamada “A MAÇONARIA DOS SETE”, onde o Rito Moderno adotava somente 7 Graus e utilizando-se de nomes históricos, hábito na época adotado para os maçons se livrarem das perseguições da inquisição.

Aprofundando-me em maiores informações, constatei que o Rito Moderno nunca havia sido cogitado no Rio Grande do Sul, mas dentro do Ritual do REAA da GLERGS, edição de 1993, pág. 95, chamou-me a atenção os seguintes termos: “…Os Ritos Adonhiramita e o Moderno ou Francês não são reconhecidos como regulares, aquele porque, após pouco tempo de prática em raros países, há muito deixou de existir; e este porque, retirando de seus templos o Livro da Lei e abolindo a fórmula de invocação do G.A.D.U, fugiu dos princípios fundamentais maçônicos…” (grifo meu).   Felizmente, nos dias atuais, o Ritual de Aprendiz Maçom da Muito Respeitável Grande Loja do Estado do Rio Grande do Sul, sabiamente, retirou tal expressão.

Continuando as buscas, recebi para pesquisas, de dois Rituais dos Graus simbólicos, com edições de 1983 e 1986, na qual aprofundei meus estudos… Busquei informações junto ao GOB-RS, mas nunca ouviram falar sobre o Rito Moderno ou Francês.

Assim, surgiu a curiosidade de saber o porquê…

O meu inconformismo me levou a ousar e procurar maiores informações a respeito. Senti um desafio para fundar a Loja Primaz do Rito Moderno, federada ao Grande Oriente do Brasil, Rio Grande do Sul, já que a GLERGS não aceitava e não adotava o referido Rito.

Mas havia inúmeros obstáculos… Não havia Irmãos do Rio Grande do Sul, sabedores da existência do referido Rito. Éramos todos oriundos do REAA.

Inicialmente, por conta e risco, sem nenhum auxilio externo, decidi escolher um nome para a Loja. A primeira opção foi “Areópago de Porto Alegre”, um nome forte e marcante em homenagem ao “Antigo tribunal de Atenas”. Não vingou…

Na segunda tentativa, veio o nome “Acácia Porto-Alegrense”, por dois motivos: A lista “ACACIA_RS” como explicada anteriormente e uma homenagem à Centenária Grande Benfeitora Loja Simbólica Acácia Rio-Grandense, do Or.’. de Rio Grande-RS, que muito contribuiu para a maçonaria brasileira quando ainda federada ao Grande Oriente do Brasil.

Ato contínuo, foi feito convites para Irmãos que fossem simpatizante à causa, o que foi feito, nos reunindo numa tarde de sábado no dia dezoito (18) de outubro do mês de setembro do ano de 2003, no Clube de Regatas Guaíba Porto Alegre (GPA), os Irmãos da ARLS Luz da Alvorada nº 42, da GLERGS e do Irmão José Maria C., M.I, da ARLS Phoenix, do GORGS, que serviram como testemunhas e apoiadores do evento, lavrando-se a Ata de Fundação do Triângulo Acácia Porto-Alegrense do Rito Moderno no Estado, “marco inicial” do Rito Moderno ou Francês no Estado do Rio Grande do Sul.

A partir do dia três (03) de novembro de 2003, conforme Ato de nº 026/2003, do Grão-Mestre Estadual, Ir. Mário O., autorizou o funcionamento provisório do Triângulo.

Os seguintes Irmãos Fundadores abaixo descritos, foram os que trabalharam incessantemente para a manutenção do Triângulo Acácia Porto-Alegrense:

– Dionísio S. – M.M

– Raul F. – M.M

– Carlos M. – M.M

– Donizette F. – M.M

– Jorge R. – AA.’. MM.’.

dio1

Os trabalhos ritualísticos foram a cobertos, e incentivados pelo Grão-Mestre Estadual, Ir.’. Mário O., funcionando todas as segundas-feiras, às 20h30min no Templo do 3º piso do Palácio Maçônico Duque de Caxias, isentados das taxas do GOB e GOB-RS pelo período de um (01) ano.

Em primeiro de julho de 2004, sai à nomeação do 1º Delegado Especial do Rito Moderno para o Estado do Rio Grande do Sul, conforme Ato nº 017/2001-2004, do Soberano Grande Inspetor Geral do Supremo Conselho do Rito Moderno, publicado na pág. 12 do Boletim Oficial do GOB-RS de julho de 2014, conforme documento ora anexado.

dio2

Em 12 de julho de 2004, reuniram-se os Irmãos do Triângulo Acácia Porto-Alegrense para ratificar a Fundação do Triângulo, encaminhado pela prancha nº 002/2004, ao Grão-Mestrado Estadual, conforme determinação do Regulamento Geral da Federação. A composição foi composta por:

– Dionísio S. – M.M / V.M / Orador;

– Ivo N., M.M – 1º Vig.’.

– Raul S., M.M – 2º Vig.’.

– Carlos M., M.M – Secretário

– Donizette F., M.M – Mestre de Cerimônias

– Paulo S., M.M – Cobridor Interno

– Jorge P., A.M

– Roberto R., A.M

Transcorrido o ano de 2004, o Triângulo Acácia Porto-Alegrense decidiu pela transformação em Loja Maçônica, cuja Ata de Fundação, transcrita no dia 27 do mês de setembro do ano de 2004, sito na Rua Alzira Freitas Tacques, 180, Bairro Alto Petrópolis, devidamente a coberto, reuniram-se os sete (07) Mestres Maçons, compondo a primeira diretoria interina e provisória, conforme termo de compromisso, composta pelos seguintes Irmãos:

– Venerável Mestre – Ir.’. Dionísio S.;

– 1º Vigilante – Ir.’. Ivo N.;

– 2º Vigilante – Ir.’. Donizette F.;

– Orador – Ir.’. Raul S.;

– Secretário – Ir.’. Carlos M.;

– Tesoureiro – Ir.’. Paulo S.

– Chanceler – Ir.’. Artur S.

 

Pelo Ato nº 062/2004, de quatro (04) do mês de novembro de 2004, do Gabinete do Grão-Mestrado, ficou autorizado o funcionamento provisório da Loja Acácia Porto-Alegrense.

dio9

Recebido o Ato nº 4940, de 15 de outubro de 2004 da E.’. V.’., o Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil, Ir.’. Laelso Rodrigues, ficando deferido o pedido de Regularização da Loja Provisória Acácia Porto-Alegrense, fundada em 27 de setembro de 2004, ao Oriente de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, autorizando a expedição da Carta Constitutiva, para que possa trabalhar nos Graus Simbólicos do Rito Moderno, sendo registrada no Cadastro Geral de Lojas com o título distintivo de Augusta e Respeitável Loja Simbólica ACÁCIA PORTO-ALEGRENSE nº 3612 e federada ao Grande Oriente do Brasil.

dio10

Pelo Ato nº 064/2004, do dia oito (08) de novembro de 2004, Gabinete do Grão-Mestrado Estadual, ficou designado a Comissão de Regularização da Augusta e Respeitável Loja Simbólica Acácia Porto-Alegrense nº 3612, presidida pelo Irmão Antônio Onias Neto, CIM nº 129.591.

dio11dio12 

dio

(Registros fotográficos da Sessão de Regularização da A.R.L.S Acácia Porto-Alegrense, nº 3612 e Instalação e Posse do Fundador e primeiro Venerável Mestre).

Após a Regularização da Loja e Instalação do primeiro Venerável Mestre, em 09 de maio de 2005, foi providenciado a Eleição do seu primeiro Deputado Estadual à Poderosa Assembléia Legislativa Estadual para o mandato de 2005 /2009, o Ir.’. EDGAR G., M.M, conforme Ata da Sessão Eleitoral

Na sequência dos trabalhos e com todos os Cargos preenchidos, faltava o mais importante… O momento de “sublimação”, quando então foi “colhido” os primeiros resultados, fruto da persistência dos Fundadores, quando em 20 de junho de 2005, foram INICIADOS os primeiros Profanos na A.R.L.S Acácia Porto-Alegrense, 3612, do Rito MODERNO ou FRANCÊS, hoje, Irmãos JOSÉ A. V., MARCO T. e ANTONIO  T..

No dia 23 de maio de 2007, às 20h30min, no Templo Luiz Sibemberg, sito na Rua Washington Luiz, nº 214, Palácio Duque de Caxias, reuniram-se os Irmãos do quadro da A.R.L.S. Acácia Porto-Alegrense, nº 3612, para a eleição do seu primeiro Deputado Federal à Poderosa Assembléia Federal Legislativa e seu suplente para o mandado de 2007/2009, em Brasília-DF. Por unanimidade de votos, foi eleito o primeiro Deputado Federal, o Ir.’. EDGAR G. e seu suplente, Ir.’. IVO N., conforme Ata da sessão eleitoral.

De tudo que foi exposto, pode-se concluir que inicialmente parecia impossível a implantação do Rito Moderno ou Francês no Estado do Rio Grande do Sul, uma vez existir uma forte influência dogmática europeia dos seus habitantes, somatizados, ainda, pela parca informação do Rito.  O trabalho de conscientização foi lento, mas prosperou.

Felizmente, passados os dez (10) anos de sua existência, nota-se um crescimento gradual e responsável pelos sucedidos Veneráveis Mestres e Obreiros, a ponto de se formar sua primeira “filha” no Oriente de São Leopoldo-RS, a 2ª Loja do Rito, a A.R.L.S União e Progresso nº 4123. Deixo meu registro de agradecimentos ao Professor e Nobre Ir.’. Isaque Gomes, da co-irmã A.R.L.S União e Progresso nº 4123, pela orientação de procedimentos para que este pequeno trabalho pudesse ser registrado.

A Maçonaria Moderno tem, como princípio básico e fundamental de sua doutrina, a luta constante em defesa da Liberdade, pois, como disse o grande maçom espanhol Emílio Castelar:

“Sem Liberdade a arte é irreflexiva como a natureza, é a imitação do passado, é voo da ave prisioneira, que se ensanguenta nas grades de seu cárcere. Sem Liberdade, o lar doméstico, que o anjo da família deve guardar, está exposto às delações do espião e às violações do esbirro. Sem Liberdade, o pensamento, alma da ciência, cai no silêncio e morre ! Sem Liberdade, toda a justiça é mentira, todo o castigo é infâmia, toda a religião é hipócrita. E é por isso que o anelo de todas as artes, o segredo de todas as investigações científicas, os desejos de todas as gerações se encaminham, infalivelmente, para romper as cadeias, sacudir as tiranias, enfim, essa LIBERDADE, sem a qual é triste, odiosa e impossível a vida!”

Porto Alegre, RS, 13 de agosto de 2014, ano das Bodas de estanho ou zinco,

Dionísio S. dos Santos – M.I / Fundador

A.R.L.S Acácia Porto Alegrense, nº 3612

Rito Moderno ou Francês.

 

Dio20

Primeiro Avental adquirido do Rito Moderno, de Venerável Mestre da A.R.L.S Acácia Porto-Alegrense nº 3612, Or.’. de Porto Alegre/RS.

Publicado on julho 8, 2015 at 5:40 pm  Comments (3)  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/as-origens-do-rito-moderno-no-rio-grande-do-sul/trackback/

RSS feed for comments on this post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Já li alguns artigos sobre o rito moderno e achei muito interessante, gostaria de saber se há alguma loja deste rito em Rio Grande? (Me interesso pelo assunto mas não sou maçon).

    • No momento, há apenas uma loja em Porto Alegre. Nossa Bibliot3ca é bastante rica em material sobre o Rito Moderno.

      Aproveite.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: