O GADU na Tradição Maçônica Francesa: Dificuldades e Incompreensões Históricas

Tradução José Filardo

Palestra proferida pelo Ir.’. Roger Dachez à The Cornerstone Society Northern Conference

Antes de mais nada, quero agradecer pelo convite especial para participar nesta reunião da Cornerstone Society, como um estudioso da maçonaria, pois parece que eu sou considerado assim com certa indulgência por algumas pessoas – e, então, como um estudioso de Maçonaria, conheço o interesse pelo trabalho dessa Sociedade.

E honestamente eu me sinto muito honrado por estar aqui hoje.

Vinte anos atrás, quando fui apresentado à pesquisa Maçônica por meu professor e Irmão René Guilly – um estudioso altamente respeitado sob o pseudônimo “Rene Desaguliers “- que me disse que sendo britânica a origem da maçonaria, não se podia entender algo sobre a Arte Real sem conhecimento suficiente da história e da cultura britânicas e também do caráter britânico – algo muito estranho para um francês!

Não me foi muito difícil aceitar este pré-requisito, porque minha avó sendo normanda, já muito pequeno estava convencido de que os meus antepassados ​​tinham tomado parte na batalha de Hastings!

Agora, falando sério:

Leia mais em O GADU na Tradição Maçônica Francesa

Anúncios
Published in: on junho 3, 2017 at 4:35 pm  Comments (2)  
Tags: , , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2017/06/03/o-gadu-na-tradicao-maconica-francesa-dificuldades-e-incompreensoes-historicas/trackback/

RSS feed for comments on this post.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Caro Irmão Filardo,

    Obrigado por compartilhar um dos melhores textos que já lí sobre as diferenças de Maçonaria Inglesa e Francesa. Acredito que muitos irmãos que o lerem vão despertar reflexões muito interessantes sobre questões ligadas a Regularidade e Irregularidade.

    TFA

    Seixas

  2. A palestra em questão foi bastante esclarecedora no tocante ao ponto de vista francês para o conceito GADU.
    Realmente, fazem a análise sob a ótica do livre pensador, sem o dogmatismo das religiões, como na maioria das vezes ocorre no Brasil.
    Congratulo ao tradutor, por nos brindar com um excelente trabalho.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: