Pequena História Filosófica da Moral

 Tradução José Filardo

por Henri Pena-Ruiz

A aspiração à felicidade pessoal relega a moralidade a um segundo plano? Quanto à moralidade, não faz ela da felicidade pessoal um objetivo sem nobreza, comparável ao registro do egoísmo? Em suma, a ética da realização contradiz a moralidade, e esta não pode advir em detrimento de tal ética? Essas questões formam uma espécie de círculo que a filosofia sempre tenta pensar. Sejamos virtuosos para sermos felizes! (Estoicos). Sejamos felizes para sermos virtuosos! (Epicuristas). Uma alternativa a dialetizar. Tem a realização pessoal uma dimensão coletiva, exceto nas histórias do tipo Robinson Crusoé? E o desenvolvimento sustentável das sociedades não repousa sobre o desenvolvimento de todos os seus membros, exceto na mitologia ultraliberal? Nosso presente radicaliza o questionamento.

Qual presente? O frenesi de lucro e competição tornou-se a obsessão coletiva e individual. Em tal contexto, a ética e a moral, confundidas ou distintas, muitas vezes aparecem como ” suplemento de alma de um mundo sem alma.” (Marx). As empresas vestem de pompa o discurso “ético” tratando os “recursos humanos” como estoque a “desovar”. E sem qualquer complexo a precariedade é elevada a norma de trabalho. “O amor e a saúde são precários. Por que o trabalho deveria escapar à lei? “(Laurence Parisot, então presidente do MEDEF, em 2005). Belo discurso moral!

Em paralelo à fascinação pelo consumo, conjuga-se o fetichismo dos objetos e a indulgência narcisista. Os anúncios publicitários retratam jovens, ricos, bonitos e saudáveis, que reivindicam o bem exaltado com a exclamação habitual “eu o quero porque eu mereço.” Qual é o preço de tal sistema, que externaliza o que custa à natureza, aos trabalhadores e à comunidade? A preocupação do humano é relegada às contingências da caridade, respeitável, mas insignificante quando novas formas de miséria se acotovelam ao lado das vitrines da abundância exibida. Trégua de moralismo hipócrita, de cinismo velados. Um pouco de história filosófica.

Leia mais em: https://bibliot3ca.wordpress.com/pequena-historia-filosofica-da-moral/

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2016/10/26/pequena-historia-filosofica-da-moral/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: