Por que “1984” foi escrito

Tradução José Filardo

Em resposta a um certo Noel Willmett, que havia perguntado “se o totalitarismo, adoração do líder, etc. estão realmente em ascensão” dado “que não estão aparentemente crescendo na [Inglaterra] e nos EUA”, George Orwell escreveu essa carta em 1944, três anos antes de escrever sua obra prima “1984”:

Devo dizer que eu acredito, ou tenho receio, que tomando o mundo como um todo, estas coisas estão aumentando. Hitler, sem dúvida, logo desaparecerá, mas apenas à custa do fortalecimento de (a) Stalin, (b) dos milionários anglo-americanos e (c) de todos os tipos de pequenos ditadores do tipo de Gaulle. Todos os movimentos nacionais em todos os lugares, até mesmo aqueles que são originários da resistência à dominação alemã, parece assumir formas não democráticas; agrupar-se em torno de algum ditador, um fuhrer sobre-humano (Hitler, Stalin, Salazar, Franco, Gandhi, De Valera são todos exemplos diversos) e adotar a teoria de que o fim justifica os meios.

Leia mais em: https://bibliot3ca.wordpress.com/por-que-1984-foi-escrito/

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2016/01/07/por-que-1984-foi-escrito/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Caro Irmão José Filardo,

    Como sempre, nos presenteando com textos muito interessantes. As reflexões de Orwell se aplicam aos dias de hoje. Infelizmente, o povo se satisfaz com “panis et circenses”, e se deixa manipular com enorme facilidade. Só acordam quando a dor é insuportável, mas até lá muito já se terá perdido.

    Vejo a mesma coisa em nossa Fraternidade, não fosse ela apenas um recorte da sociedade que a envolve. Recentemente, na reunião mundial das Grandes Lojas Regulares, ocorrida em San Francisco, tive a oportunidade de apresentar ao plenário um trabalho sobre os “Laços de Família”, como a Maçonaria Simbólica deve se relacionar com os “Appendant and Concordant bodies”. Isso envolve, em nosso âmbito, tudo que não for Simbólico, e mesmo os organismos paramaçônicos.

    Ao concluir, convido a todos a voltarem ao básico dos dois primeiros graus, onde existem todos os ensinamentos de que precisamos, não nos deixando escravizar pelas paixões e pela vaidade dos ornamentos e paramentos diversos. Bom, esse tema é interessante, e pretendo me aprofundar nele, informando, para os Graus 1 e 2, o que lá existe para tornar nossas vidas melhores, e aperfeiçoar nosso comportamento. Se nos tornarmos homens melhores, um dia, quem sabe, seremos capazes de reverter o quadro que aí está….

    Fraternalmente,

    JC Seixas


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: