Regularidade das Potências Maçônicas no Brasil

Declaração oficial do Honorável Irmão Derek Dinsmore, Grande Chanceler da GLUI na Assembleia Geral da CMI — em Madrid. 15 de abril de 2015

Mui Venerável Irmão Presidente e Membros da CMI.

Agradeço-lhe, Ir.`. Presidente, tanto por permitir que eu e meu colega fôssemos observadores em sua Conferência como pelo privilégio de poder dirigir-lhes a palavra. Na Inglaterra estamos bem conscientes de que não pudemos visitar sua Grande Loja por um tempo considerável. Assim, sua Conferência na Espanha nos pareceu uma oportunidade boa demais para desperdiçar, porque permitirá que nos encontremos informalmente com tantos líderes da Maçonaria na América Latina. Também estamos muito conscientes do privilégio que muitos de vocês nos concederam ao permitir que Lojas sob nossa Constituição continuassem a trabalhar em seus países. No pouco tempo como Grande Chanceler da Grande loja Unida da Inglaterra, aprendi a posição exclusiva de minha Grande Loja como a mais antiga Grande Loja no mundo. Embora não tenhamos buscado sê-lo, parece que somos olhados pelo mundo maçônico regular como os árbitros e guardiães da regularidade maçônica. Nossos pontos de vista e conselhos são regularmente procurados e, quando inquiridos, ficamos felizes em aconselhar, baseados em nossa longa experiência maçônica. O que não podemos ser — e não desejamos ser — é uma espécie de policial maçônico internacional, arbitrando entre Grandes Lojas ou mesmo resolvendo disputas dentro de uma determinada Grande Loja. Um dos princípios fundamentais das relações maçônicas internacionais é que cada Grande Loja é soberana e independente, e nós pela longa experiência, estamos conscientes da linha tênue entre aconselhar e, na verdade, interferir nos assuntos internos de uma Grande Loja Irmã.

A regularidade é algo absoluto: uma Grande Loja ou um Grande Oriente ou é regular ou não. Não há meio termo neste assunto. Na perspectiva inglesa, se uma Grande Loja ou Grande Oriente não preenche todos os nossos Princípios Básicos para o Reconhecimento de Grandes Lojas, não pode ser reconhecida como regular. Onde diferimos de algumas Grandes Lojas regulares é que nossos princípios não incluem a jurisdição territorial exclusiva como um princípio de regularidade. Por razões históricas, seria impossível para nós fazê-lo. Deveras, em algumas partes do mundo – por exemplo como índia. África do Sul, Nova Zelândia e África Ocidental – as três Grandes Lojas originais agora dividem território com uma Grande loja local que se desenvolveu de Lojas originalmente sob nossa constituição. Como eu disse antes, também temos o privilégio de ter Lojas dentro do território de um número de Grandes Lojas na América do Sul, aqui estão presentes hoje, que datam do século XIX.

Para nós, para a Irlanda e a Escócia, soberania e jurisdição territorial são dois conceitos inteiramente diferentes. Para nós, soberania é uma Grande Loja ter autoridade única sobre seus membros e Lojas, onde quer que essas Lojas possam localizar-se geograficamente. Soberania não pode ser dividida. Território, por acordo mútuo, pode ser compartilhado, e compartilhar território de modo algum diminui a soberania das Grandes Lojas envolvidas. A frase chave é ‘por acordo mútuo’. Num Território onde nós já reconheçamos uma Grande Loja, se houver uma segunda Grande Loja que se enquadre em nossos Princípios Básicos para o Reconhecimento de Grandes Lojas, antes de estender a ela nosso reconhecimento, perguntaríamos à Grande Loja reconhecida, como cortesia, se ela teria alguma objeção a que o fizéssemos. Esperamos, por causa do grande cuidado que temos em avaliar a regularidade de uma Grande Loja que o acordo seja aceito. Não insistimos que as duas Grandes Lojas se reconheçam, mas simplesmente que compartilhem o território. Esta foi a política que usamos em relação aos Estados Unidos da América, onde em muitos estados reconhecemos a Grande Loja Estadual e a Grande Loja Prince Hall: na Colômbia, onde agora reconhecemos seis Grandes Lojas; no Brasil, onde, em adição ao velho aliado, o Grande Oriente, nós agora reconhecemos quatro Grandes Lojas Estaduais; e, mais recentemente, no México, onde por quase cem anos reconhecíamos apenas a Grande Loja de York e agora reconhecemos a Grande loja de Vera Cruz.

O reconhecimento, naturalmente, é um privilégio que pode ser revisto. Se uma Grande Loja afasta-se do caminho da regularidade ou parece estar levando a Maçonaria ao descrédito, ela pode ser suspensa e, se as coisas não melhorarem, o reconhecimento pode ser cancelado. Naturalmente, essas opções são disponíveis, independentemente, para todos nós como Grandes Lojas regulares, do modo como considerarmos adequado.

Vivemos em um tempo em que os Maçons regulares em todo o mundo deveríamos estar unidos em um propósito comum: brecar o crescimento, muito facilitado pela internet, da maçonaria irregular. Durante os problemas recentes na França, nós na Inglaterra, nos espantamos ao descobrir que há cerca de oitenta grupos alegando ser Grandes Lojas. O mesmo pode ser dito em outras partes da Europa e América do Norte. Muito dessas assim chamadas Grande Lojas são pequenos grupos com websites atraentes — e aí reside o perigo. Estamos buscando atrair jovens bem formados para que venham a ser o futuro de nossas Grandes Lojas. Na Inglaterra, chamamos os abaixo de quarenta anos de geração Google. De eles desejam alguma informação sobre o que quer que seja, eles ligam seus laptops, entram no Google ou outro navegador e veem o que aparece. O perigo é que eles acessem em um desses sites caprichados e sejam levados à maçonaria irregular, para depois descobrir que foram enganados e, desta forma, perdidos para a Maçonaria regular.

Muitos desses sites dão ao público uma visão destorcida da Maçonaria e empanturrem com essa mitologia barata que cresceu em volta da Maçonaria. Seguramente, melhor do que levantar barreiras arbitrárias ou desnecessárias ao reconhecimento de Grandes Lojas que sejam verdadeiramente regulares em seus ethos e práticas, deveríamos acolhê-los em nosso círculo para que se juntassem a nós na batalha contra a irregularidade.

Mui Veneráveis Presidente e Irmãos, obrigado pela cortesia de nos permitir estar com vocês, e por sua paciência em ouvir-me.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2015/04/27/regularidade-das-potencias-maconicas-no-brasil/trackback/

RSS feed for comments on this post.

19 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Boa noite.

    Estava com esta mensagem segurando desde abril – resolvi enviar…

    Olá CCar IIr, obrigado Ir Gustavo pela manifestação e objetiva e necessária convocação, pedindo que aceite minhas considerações a seguir.

    Pois é… já me manifestei em outras oportunidades, e inclusive em uma reunião conjunta com a presença de 8 Lojas do extremo oeste SC, das três potências, dias atrás, e vou seguir agora.

    Desculpe discordar do emitente desta, mas de outra senda concordo plenamente com o que cita a matéria ao final deste e.m, de nome “Nova publicação de biblioteca”, onde grifei (amarelo), que entendi exatamente venha de encontro com o que penso.

    De forma alguma quero causar constrangimento, é só uma reflexão que entendo devamos fazer.

    Tem-se ouvido a máxima “para ajudar alguém tenho que estar de bem comigo mesmo”…

    Entendo primeiro termos que “arrumar a casa” e ainda sairmos juntos, abraçados às causas que estão à nossa espera ( e são muitas).

    Para um profano, à busca de acesso a uma loja, qual a diferença que lhe faria ouvir que uma loja é irregular e outra não reconhecida???

    Novamente peço desculpas, entendam… é só manifestação de reflexão buscando nos encontrarmos, nos abraçarmos como “verdadeiros” irmãos.

    Estou anexando ainda o pronunciamento do Ir Thomas W. Jackson, Secr Exec da Conf das Grandes Lojas, em inglês como recebi (tradução disponível via google), com o qual tive o prazer de encontrar dois anos atrás, numa sessão de comemoração da Grande Loja de Santa Catarina, em Florianópolis.

    Estamos abertos…

    TFA.

    Beloni Inácio Decker

    MI – 33.

    De: arterealsc@yahoogrupos.com.br [mailto:arterealsc@yahoogrupos.com.br] Em nome de Gustavo Velasquez Santos gustavovsantos@yahoo.com.br [arterealsc] Enviada em: segunda-feira, 27 de abril de 2015 16:55 Para: BIBLIOT3CA; maçons do triangulo; listagob; LISTAGOBIANA; Samaúma Online; atalaia uberaba; mmgerais@yahoogrupos.com.br; moderador amigo madras; ms grupos; leonel.: andrade; Xavier; REGIS PATROCINIO; luismar Alves de Oliveira; Eduardo Teixeira REzende; mildo alves; ARTE REAL STA.CATARINA; semear_debates@yahoogrupos.com.br; vale do maçom .:; Gabriel Campos de Oliveira; Leonardo Parreira Reis de Lima; gustavo velasquez santos Assunto: [Arte Real/SC] QUAL O FOCO ?Re: [Novo post] Regularidade das Potências Maçônicas no Brasil

    Respeitáveis irmãos

    S.:F.:U.:

    Repasso o e-mai abaixo (BIBLIOT3CA), para uma profunda reflexão, e vossas conclusões pessoais…

    Entendo S.M.J. que a Maçonaria deve se preocupar neste momento , com as Potências ditas IRREGULARES, e não com aquelas ainda não RECONHECIDAS….

    As IRREGULARES,em sua maioria oportunistas, tendem a denegrir a imagem de nossa Ordem Secular, coaptando profanos inocentes, ávidos de conhecimentos , interessados em nossa Arte Real.

    Não podendo os obreiros da Ordem,separar o joio do trigo em sua totalidade, pois o mal já se espalhou em proporções geométricas, faz-se necessário esforços conjuntos , para um FOCO centralizado.

    A informação da verdadeira Maçonaria ao mundo Profano, através dos obreiros inseridos em suas comunidades.

    Não é o FOCO principal , preocuparmo-nos com divergências internas, sobre relacionamentos entre nossas Potências Regulares, sejam reconhecidas ou não.

    A União faz a Força !!!

    T.:F.:A.:

    Gustavo Velasquez Santos m.:m.: União Araguarina 0924 GOB- REAA Oriente de Araguari MG Mens In Corpore Tantum Molem Regit

    _____

  2. Por outro lado, a Maçonaria Mista no Brasil está muito desorganizada, alguns chegam a enviar patentes do grau 33 pelo correio… Eu não usaria mais o termo irregular e sim bagunçada e desorganizada. Iniciei um trabalho na Co-Maçonaria, aos moldes daquelas do G.O.B. dos anos 20, mas recuei. Por outro lado, não se pode comparar hoje a Maçonaria Regular brasileira com a Maçonaria Regular Americana, Inglesa, Francesa, Holandesa, Alemã, etc. Infelizmente ! Todos estão pecando. Evidente que aqui não seria um espaço apropriado para um bom e profundo debate. Sou a favor da legalidade total ainda mais se tratando de Maçonaria, mas o que se vê hoje, são Políticos Maçons da Maçonaria Regular sendo expulsos de suas Lojas e processados pela justiça… Esse número de IIr.’. delinquentes que deveriam dar bons exemplos de probidade na condição de autoridades, estão contaminando a nossa Ordem de uma maneira geral. As Sindicâncias estão sendo elaboradas pelo telefone… Essa é uma das razões das inúmeras Lojas Independentes funcionando hoje no Brasil… Precisamos de um GRANDE DEBATE e todos sentados nos banquinhos da humildade… T.’.F.’.A.’. RC (Quitte Placetado)

  3. Ir Filardo boa noite.

    Estou precisando levantar um estudo sobre o tema A PALAVRA A BEM DA ORDEM EM GERAL E DO QUADRO EM PARTICULAR, pra definir o que se deve ou não dizer.

    Nossa loja esta em clima de fissura, se falando sobre assuntos indevidos, o Venerável esta querendo evitar que se chegue mais longe.

    Agradeço a indicação.

    Grato

    Alfredo Luiz

    MM Loja União Mossoroense n° 7

    • Brother Alfredo.

      Infelizmente não encontrei material sobre o assunto. Mas, se me permite sugerir, um trabalho simples que analisasse a expressão já seria um avanço incrível, vez que a grande maioria dos irmão nem sabe o que quer dizer “a bem da ordem”. Muitos exemplos do que se deve e do que não se deve abordar, por exemplo.

  4. Poderiam me informar sobre a  GOU, se é regular e se conhecem RICHARD MAYA, que divulga sua potencia pela internet, fazendo com que pessoas com quem nunca falou pessoalmente, acreditem que serão elevadas a G. Mestre. e que irá abrir lojas, tenho pessoa da família que está se envolvendo e acreditando, estou bastante preocupado,Mauricio 

    • Caro Maurício.
      O GOU não é potência maçônica regular o que vejo o GOU fazer é arrebanhar incautos para entrar para maçonaria dizendo esta ser regular..coisa que não é.

  5. “O perigo é que eles acessem em um desses sites caprichados e sejam levados à maçonaria irregular, para depois descobrir que foram enganados e, desta forma, perdidos para a Maçonaria regular.”

    perdidos para a Maçonaria regular, como assim???

    • O Representante da GLUI não foi muito claro em sua missiva. Todo o seu arrazoado se torna meio relativo porque a GLUI não “reconhece” todas as Grandes Lojas brasileiras (apenas quatro), sendo que ele alega que duas potências “regulares” (ou seja, que obedecem aos oito pontos) coexistindo em harmonia no mesmo território podem ser reconhecidas pela GLUI.

      Como diz o poeta “há distância entre intenção e gesto”.

      Eles estão preocupados é com lojas sem pedigree, sem uma cadeia de conexão com a nave-mãe.

      • Mas o brasil tem muita loja mista,irregular ou espúria, isso se deve ao fato de que a maçonaria no Brasil é elitista e funciona por convite de ingresso e não por pleito.

      • Na verdade, o espírito da carta do representante da Glui dá a entender que se a potência obedece aos oito pontos de regularidade, ela tem direito a ser reconhecida. Ela somente será irregular ou “espúria” (detesto essa palavra) se não cumprir aquela exigência.
        As potências estabelecidas (GOB, GGLL) tendem a considerar irregular outra potência fora de seu controle, independente dos oito pontos. Isso é o que o inglês está criticando. Essa vontade de dominar territorialmente o ambiente maçônico.
        Se esse raciocínio é válido, o GOB não deveria reconhecer as GGLL, mas ele o faz, enquanto não reconhece o GOP, por exemplo, que é uma potência absolutamente regular, mas que se originou de uma cisão do GOB.
        Picuinhas políticas não fazem boa maçonaria.

      • O GOB reconhece as GGLL porque unidas elas se igualam em poder ao GOB e seria uma luta difícil podendo levar o GOB a extinção

  6.  Respeitável irmão Paulo Marcos S.:F.:U.:  Embora não sendo médico, concordo com vosso ponto de vista, sobre as doenças oportunistas, que se aproveitam do organismo debilitado, por desgastes dos diversos órgãos, abusos gastronômicos e  auto medicação descontrolada. Estas  doenças oportunistas, realmente estão se alastrando, porque o organismo está debilitado, e as defesas de imunidade, já não cumprem a sua real função… Mas nada que um bom tratamento, por profissionais da saúde sérios, não recuperem…  Afinal já dizia minha saudosa vó, aqui nas Gerais… Caldo de galinha e prudência não fazem mal a ninguém…

    TFA

    Gustavo Velasquez Santos  m.:m.: União Araguarina 0924 GOB- REAA Oriente de Araguari MG Mens In Corpore Tantum Molem Regit De: Paulo Marcos Rodrigues Ferreira Para: “atalaia@yahoogrupos.com.br” ; BIBLIOT3CA ; Grupo DELTA ; listagob ; LISTAGOBIANA ; Samaúma Online ; “mmgerais@yahoogrupos.com.br” ; moderador amigo madras ; ms grupos ; leonel.: andrade ; Xavier ; REGIS PATROCINIO ; luismar Alves de Oliveira ; Eduardo Teixeira REzende ; mildo alves ; ARTE REAL STA. CATARINA ; “semear_debates@yahoogrupos.com.br” ; vale do maçom .: ; Gabriel Campos de Oliveira ; Leonardo Parreira Reis de Lima ; gustavo velasquez santos Enviadas: Segunda-feira, 27 de Abril de 2015 17:22 Assunto: RE: [Atalaia] QUAL O FOCO ?Re: [Novo post] Regularidade das Potências Maçônicas no Brasil #yiv9320953210 #yiv9320953210 –.yiv9320953210hmmessage P{margin:0px;padding:0px;}#yiv9320953210 body.yiv9320953210hmmessage{font-size:12pt;font-family:Calibri;}#yiv9320953210 Respeitáveis  irmãosS.:F.:U.: A título de ilustração para o referido artigo, aqui, no Oriente de Ubá/MG,está sendo fundado uma porcaria de nome Maçonaria Symbolica do Brasil.Alguns indivíduos se auto intitulando Veneráveis, estão lingando para algunsIIr`.` das Lojas Regulares se oferecendo para visita-los. Inclusive estão estimulandoaqueles já iniciados pela “internet” para também procurarem as Regulares paravisitar.O Ir`.` Velazques, como médico, tem mais propriedade para explicar a minha analogia mas, estas “espúrias” são como microrganismos chamados de oportunistasque ao menor sinal da perda de vitalidade invadem o corpo do indivíduo e o deixadoente. Isto quando não o leva ao óbito. Quem viver verá………… 

           T.’.F.’.A.’. e Paz Profunda  

         Paulo Marcos Rodrigues Ferreira

      A.’.R.’.L.’.S.’. Frater. Riobranquense 031   GOMG / COMAB

     To: comment+r144q6qwd92g4sg-ut4ywmr@comment.wordpress.com; delta_@yahoogrupos.com.br; listagob@yahoogrupos.com.br; listagobiana@yahoogrupos.com.br; samauma@samauma.biz; atalaia@yahoogrupos.com.br; mmgerais@yahoogrupos.com.br; amigosdamadras-owner@yahoogrupos.com.br; MSMacom@yahoogrupos.com.br; leonelandrade@glmmg.org.br; aa-xavier@uol.com.br; regisptc@hotmail.com; luismar.alves@netsite.com.br; etrezende@yahoo.com.br; mildobr@triang.com.br; arterealsc@yahoogrupos.com.br; semear_debates@yahoogrupos.com.br; valedomacom@yahoogrupos.com.br; gab_campos@msn.com; reisdelima@yahoo.com.br; gustavovsantos@yahoo.com.br From: atalaia@yahoogrupos.com.br Date: Mon, 27 Apr 2015 19:54:53 +0000 Subject: [Atalaia] QUAL O FOCO ?Re: [Novo post] Regularidade das Potências Maçônicas no Brasil

      Respeitáveis  irmãosS.:F.:U.: Repasso o e-mai abaixo (BIBLIOT3CA), para uma profunda reflexão, e vossas  conclusões pessoais…   Entendo S.M.J. que a Maçonaria deve se preocupar neste momento , com as Potências ditas IRREGULARES, e não com aquelas  ainda não RECONHECIDAS….  As  IRREGULARES,em sua maioria  oportunistas, tendem a denegrir a imagem de nossa  Ordem Secular, coaptando profanos inocentes,  ávidos de conhecimentos ,  interessados em nossa Arte Real.  Não podendo os obreiros da Ordem,separar o joio do trigo em sua totalidade, pois o mal  já se espalhou  em proporções geométricas, faz-se necessário esforços conjuntos ,  para um FOCO centralizado. A informação da verdadeira  Maçonaria  ao  mundo Profano, através dos obreiros inseridos em suas comunidades. Não é o FOCO principal , preocuparmo-nos com  divergências  internas,  sobre relacionamentos entre nossas   Potências  Regulares, sejam reconhecidas ou não. A União faz a Força  !!! T.:F.:A.:

    Gustavo Velasquez Santos  m.:m.: União Araguarina 0924 GOB- REAA Oriente de Araguari MG Mens In Corpore Tantum Molem Regit

    • Parabéns Ir.’. Gustavo, basta de picuinhas.

  7. Saudações Irmãos. `.

    Eu concordo com as palavras que contem nesta carta, ou seja, nos seguintes fatos penso que se a casos como no Brasil o Grande Oriente e mais quatro Grande Lojas Estaduais e no México a Grande Loja de York e agora foi reconhecida a Grande loja de Vera Cruz. e nos Estados Unidos da América se reconhece a Grande Loja Estadual e a Grande Loja Prince Hall: então porque não se pode reconhecer outras grandes Lojas no mesmo território por acordo mútuo, desde que estas se enquadre nos Princípios Básicos para o Reconhecimento de Grandes Lojas e como esta própria carta diz o reconhecimento pode ser revisto. E o grande perigo mesmo são os websites porque como a Maçonaria regular e bastante discreta e pouco conhecida para um não iniciado estes site bem feitos trazem voluntários ate eles e dependendo dos manejadores pode se destorce e muito o que a maçonaria, e não só para o voluntario que esta ali mas também para o circulo familiar e de amizade do voluntario, isto também dependendo como for as tais intenções e ações destes manejadores.`.

    Peço compreensão dos Irmãos ate peço desculpa por deixar meu comentário em um assunto tão delicado, e eu sou apenas um aprendiz. `.

    Desejo a todos União, Paz e Felicidades.`.

    Tfa.`.

  8. Estimados Irmãos se me permitem assim chamá-los. Estou de pleno acordo com o nobre Chanceler da Grande Loja Unida da Inglaterra. Aliás vou ainda mais adiante, mesmo me encontrando hoje numa Grande Loja dita Irregular. Acredito que a GLUI está coberta de razão e ainda vou além, regular e original, já que entre alguns pontos exigidos para a referida regularidade, estão a Crença no G.’.A.’.D.’.U.’., a obrigatoriedade da presença do livro sagrado ou dos livros sagrados das religiões de seus membros, a composição da diretoria das Lojas pelo Venerável, Primeiro e Segundo Vigilante, a obrigatoriedade do Guarda do Templo, e no Rito Francês, os Irmãos Oradores e Secretários, também fazem parte do Quadro Administrativo. A obrigatoriedade das Três Viagens simbólicas, entre outros maravilhosos temas que tanto amamos e vibramos que também são pontos fundamentais para ser uma Loja Regular, Justa e Perfeita. Mas me permitam, respeitosamente deixar uma questão importante no ar: Por que razão surgiram aproximadamente 150 (Cento e Cinquenta) novas Potências Maçônicas no Brasil nesta última década, de acordo com os dados oficiais do Grande Oriente do Brasil? Por que razão centenas de Irmãos abandonam anualmente a Maçonaria Regular e Tradicional e buscam outra Maçonaria que também possuem os mesmíssimos requisitos exigidos pela GLUI e as quais jamais serão reconhecidos pela Grande Loja Mater do Mundo?
    Pessoalmente acho um escândalo, um disparate, um desrespeito intitular o mais importante Corpo Maçônico de Maçonaria irregular, espúria, não reconhecida que é o tradicionalíssimo GRANDE ORIENTE DA FRANÇA. Mas em nosso país, nessas últimas décadas, acredito sim que possa haver interesses pelo poder e status… Todo Maçom é vaidoso e adora medalhas, menos eu e alguns poucos!!! Acredito também que grande parte dessas Potências como é o caso da nossa, são incipientes e dispõe de 1, 2 ou 3 Lojas jurisdicionadas no máximo com algumas exceções como no caso da GLADA, Glória do Ocidente, Grande Loja Mista dos Maçons Livres e Aceitos (a nossa), GLUSA, Direitos Humanos ou outras 6 Grandes Lojas Mistas ou Femininas. Não obstante, é o mesmo que acreditarmos em Papai Noel, pois, jamais a Grande Loja da Inglaterra irá reconhecer por exemplo a Glória do Universo (Maçonaria Masculina) e nunca nessa existência irão reconhecer a Mulher como pessoa livre e apta a ingressar em nossa Sublime Ordem. A discriminação ou negação da aceitação da mulher será perpetuado pelos Irmãos Ingleses… Na própria Romênia, berço de maravilhosas e encantadoras Lojas Maçônicas com seus fantásticos Ritos Egípcios, não irão, a meu ver, contar com o beneplácito dos homens não apenas da Inglaterra como de diversos outros países que ainda veem na mulher a figura de um ser inferior, negativo, submissa e excluída dos Imutáveis Landmarks da nossa Sagrada Filosofia Maçônica. Assim, todos perdem, principalmente no Brasil, não temos mais força para impor a justiça e a ordem social em nosso País que em breve se transformará numa Venezuela e num regime ditatorial. Houve um tempo em que a Maçonaria Tradicional brasileira, admitia apenas homens probos e honrados. Esperamos que um dia possamos de fato afirmar que a Maçonaria é uma Instituição Universal, sem fronteiras, ou discriminação de raças, sexos, e religião… Alguma dia quem sabe sonharemos com uma Maçonaria de Irmãos fraternos no mais recôndito sentido da palavra. (Ricardo Mendes Coelho, 33º)

    • Prezado Ir.’. Ricardo, concordo com sua exposição, afinal se uma Potência ainda não foi reconhecida, isto não a transforma em irregular, como querem algumas eminências pardas do GOB.
      Rubens Guimarães

      • J&P Ir.’. Rubens Guimarães. Saúde e Paz !

  9. Respeitáveis irmãosS.:F.:U.: A título de ilustração para o referido artigo, aqui, no Oriente de Ubá/MG,está sendo fundado uma porcaria de nome Maçonaria Symbolica do Brasil.Alguns indivíduos se auto intitulando Veneráveis, estão lingando para algunsIIr`.` das Lojas Regulares se oferecendo para visita-los. Inclusive estão estimulandoaqueles já iniciados pela “internet” para também procurarem as Regulares paravisitar.O Ir`.` Velazques, como médico, tem mais propriedade para explicar a minha analogia mas, estas “espúrias” são como microrganismos chamados de oportunistasque ao menor sinal da perda de vitalidade invadem o corpo do indivíduo e o deixadoente. Isto quando não o leva ao óbito. Quem viver verá…………

    T.’.F.’.A.’. e Paz Profunda

    Paulo Marcos Rodrigues Ferreira

    A.’.R.’.L.’.S.’. Frater. Riobranquense 031

    GOMG / COMAB

    To: comment+r144q6qwd92g4sg-ut4ywmr@comment.wordpress.com; delta_@yahoogrupos.com.br; listagob@yahoogrupos.com.br; listagobiana@yahoogrupos.com.br; samauma@samauma.biz; atalaia@yahoogrupos.com.br; mmgerais@yahoogrupos.com.br; amigosdamadras-owner@yahoogrupos.com.br; MSMacom@yahoogrupos.com.br; leonelandrade@glmmg.org.br; aa-xavier@uol.com.br; regisptc@hotmail.com; luismar.alves@netsite.com.br; etrezende@yahoo.com.br; mildobr@triang.com.br; arterealsc@yahoogrupos.com.br; semear_debates@yahoogrupos.com.br; valedomacom@yahoogrupos.com.br; gab_campos@msn.com; reisdelima@yahoo.com.br; gustavovsantos@yahoo.com.br From: atalaia@yahoogrupos.com.br Date: Mon, 27 Apr 2015 19:54:53 +0000 Subject: [Atalaia] QUAL O FOCO ?Re: [Novo post] Regularidade das Potências Maçônicas no Brasil

    Respeitáveis irmãosS.:F.:U.: Repasso o e-mai abaixo (BIBLIOT3CA), para uma profunda reflexão, e vossas conclusões pessoais… Entendo S.M.J. que a Maçonaria deve se preocupar neste momento , com as Potências ditas IRREGULARES, e não com aquelas ainda não RECONHECIDAS…. As IRREGULARES,em sua maioria oportunistas, tendem a denegrir a imagem de nossa Ordem Secular, coaptando profanos inocentes, ávidos de conhecimentos , interessados em nossa Arte Real. Não podendo os obreiros da Ordem,separar o joio do trigo em sua totalidade, pois o mal já se espalhou em proporções geométricas, faz-se necessário esforços conjuntos , para um FOCO centralizado. A informação da verdadeira Maçonaria ao mundo Profano, através dos obreiros inseridos em suas comunidades. Não é o FOCO principal , preocuparmo-nos com divergências internas, sobre relacionamentos entre nossas Potências Regulares, sejam reconhecidas ou não. A União faz a Força !!! T.:F.:A.:

    Gustavo Velasquez Santos m.:m.: União Araguarina 0924 GOB- REAA Oriente de Araguari MG Mens In Corpore Tantum Molem Regit

  10. Respeitáveis  irmãosS.:F.:U.: Repasso o e-mai abaixo (BIBLIOT3CA), para uma profunda reflexão, e vossas  conclusões pessoais…   Entendo S.M.J. que a Maçonaria deve se preocupar neste momento , com as Potências ditas IRREGULARES, e não com aquelas  ainda não RECONHECIDAS….  As  IRREGULARES,em sua maioria  oportunistas, tendem a denegrir a imagem de nossa  Ordem Secular, coaptando profanos inocentes,  ávidos de conhecimentos ,  interessados em nossa Arte Real.  Não podendo os obreiros da Ordem,separar o joio do trigo em sua totalidade, pois o mal  já se espalhou  em proporções geométricas, faz-se necessário esforços conjuntos ,  para um FOCO centralizado. A informação da verdadeira  Maçonaria  ao  mundo Profano, através dos obreiros inseridos em suas comunidades. Não é o FOCO principal , preocuparmo-nos com  divergências  internas,  sobre relacionamentos entre nossas   Potências  Regulares, sejam reconhecidas ou não. A União faz a Força  !!! T.:F.:A.:

    Gustavo Velasquez Santos  m.:m.: União Araguarina 0924 GOB- REAA Oriente de Araguari MG Mens In Corpore Tantum Molem Regit


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: