Comunicado do Grande Oriente de França

 

selo godfO Grande Oriente da França não pode deixar de expressar a sua profunda indignação e forte emoção diante do atentato covarde que foram vítimas os trabalhadores do Charlie Hebdo.

O desaparecimento trágico de muitos deles representa um crime contra a liberdade de imprensa, liberdade de expressão e contra os princípios de uma sociedade livre e aberta, que tem no direito de caricaturar um dos seus direitos fundamentais.

O Grande Oriente da França volta para destacar que se mobilizará sem desfalecer contra todos os ataques contra a imprensa, da qual Charlie Hebdo é um pilar, e contra todas as instituições que garantem uma sociedade democrática.

Nas próximas horas muitas manifestações espontâneas ocorrerão.

Os maçons do Grande Oriente da França são chamados a participar usando seus distintivos, se desejarem.

O Grão-Mestre e os membros do Conselho da Ordem, a partir deste momento convidam os Irmãos e Irmãs da Obediência a unirem-se à manifestação marcada para esta tarde, às 19:00 na Praça da República.

Nessas circunstâncias trágicas, o Grande Oriente de França também quer expressar seu enorme sentimento de pesar às famílias das vítimas, tanto dos membros do Charlie Hebdo quanto das forças da ordem mortos no cumprimento de seu dever.

Daniel Keller, Grão-Mestre do Grande Oriente da França.

 

Paris, 7 de janeiro de 2015


The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2015/01/07/comunicado-do-grande-oriente-de-franca/trackback/

RSS feed for comments on this post.

13 ComentáriosDeixe um comentário

  1. ENQUANTO ISSO, LÁ DO LADO DE LÁ…

    Atentado do Taleban contra escola no Paquistão mata mais de 100 crianças101
    Do UOL, em São Paulo 16/12/2014

    Mohammad Sajjad/ AP

    Pelo menos 126 pessoas, DAS QUAIS AO MENOS 120 CRIANÇAS morreram em um ataque do Taleban contra uma escola para filhos de militares em Peshawar, principal cidade do noroeste do Paquistão, informaram as autoridades locais.

    Mais de 80 ficaram feridas. Entre os mortos estão ainda professores e um segurança, segundo a BBC.

    Um grupo de seis insurgentes vestidos com uniformes do Exército entrou na escola durante o fim da manhã local (por volta das 6h de Brasília). Testemunhas disseram ter ouvido explosões e tiros.

    Os combates entre o Exército e os militantes na escola, que tem alunos com idades entre 10 e 18 anos, prosseguiam no meio da tarde.

    O ataque foi reivindicado pelo Taleban, em represália às recentes operações do Exército paquistanês na região do Waziristão, que inclui Peshawar. Nas últimas semanas, estima-se que essas ações tenham matado centenas de militantes do Taleban.

    A escola, a Army Public, é administrada pelas Forças Armadas e tem capacidade para 500 alunos mas, segundo relatos, o nível de segurança no local é relativamente básico: testemunhas disseram que o ataque ocorreu no auditório principal enquanto algumas turmas assistiam a uma demonstração de primeiros-socorros realizada por soldados.

    Em entrevista ao canal paquistanês Geo TV, um funcionário da escola, Mudassir Awan, disse ter visto seis ou sete homens armados invadirem o estabelecimento, informou a BBC.

    “Assim que o tiroteio começou, corremos para as salas de aula. Eles estava entrando nas sala e batendo nas crianças”, disse Awan.

    FUNCIONÁRIO DIZ QUE HOMEM ENTROU NAS SALAS E COMEÇOU A ATIRAR

    • Confesso que não entendi esse comentário. Não vejo relação dessa barbaridade com a outra barbaridade em território francês.

      A MENOS QUE você esteja querendo fazer um paralelo entre essa bárbara vingança dos Talebans pelo massacre de mulheres e crianças perpetrados pelos Paquistaneses e a bárbara vingança dos jihadistas franceses contra o Charlie Hebdo.

      Diante do título, minha impressão foi de que o conteúdo se referiria aos ataques de drones e caças Rafalle contra os muçulmanos, e que visaria equilibrar a discussão demonstrando que o ocidente também não é flor que se cheire e que não houve uma consternação tão grande mesmo considerando que o número de vítimas foi dez vezes maior.

      Seu comentário nada acrescenta, a não ser ódio aos muçulmanos. Já que está nessa linha, por que não publica alguma coisa sobre os massacres da OTAN, dos Israelenses, dos rwandeses, dos somalis, etc.

      Ódio pouco é bobagem!

      • Agradeço sua consideração. Minha indignação se mantem refém desse descalabro aos conceitos que, pelo menos, poderiam dignificar um parâmetro logico para avaliação dos acontecimentos.
        Os referencias foram esquecidos ou colocados de lado. Não se trata de fomentar ódio contra esse ou aquele de forma abrangente a um povo ou nação.
        Queiramos ou não, a cultura moderna nos mantem direcionados ao estabelecimento para avaliação apenas daquilo que esta em nosso campo de domínio. O resto não mais interessa.

  2. Lá a maçonaria age, se posiciona, vai à luta, dá a cara para bater, tem personalidade, tem opinião, tem vontade, tem ousadia, tem iniciativa, tem política, tem consciência de suas responsabilidades junto a sociedade.
    Aqui ?
    Bem, aqui eu acho desnecessário, pois vivemos num paraíso.
    Se assim não fosse, com certeza nossos líderes estariam desfraldando alguma bandeira.

    • Você realmente acredita nisso? Que nossos “líderes” estariam desfraldando alguma bandeira?

  3. O país FRANCES está de LUTO./ os outros países perplexados com o terrorismo inaceitável por todas religiões e crenças globais. o BRASIL tem muito respeito á FRANÇA principalmente MAÇÔNICO; respeitosa POTÊNCIA mundialmente conhecida, exemplo de moralidade simpatia e possuindo um magnifico cartão postal. vindo á ser alvo de uma barbárie e covarde ação terrorista, torna-nos á consolidarisar com a mais sublime expressão de afeto e sentimento pelas vitimas lá sofridas de modo trágico. emitimos nossas condolências de pesar aos familiares e a população. manifestamos em silêncio nossa indignação sobre o fato de incompreensão de tais , sobre o qual não-o diz respeito entender que a sátira seja entendida como ofensa caluniosa para causar tamanha desigualdade de expressão. Lamentavelmente estamos vivendo uma civilização sem o menor senso de compreeensibilidade e baixo nível de AMOR ao proximo e sentimentos alheios. envio publicamete meus PÊSAMES aos familiares das vitimas e á todos os CARTUNISTAS do universo.

  4. Meu Irmão é triste ver que o em pleno século XXI ainda vivenciamos atos de barbárie que em muito se assemelha com os praticados na Idade Média.

    É com pesar que visualizamos a cada dia mais atos de fanatismo e intolerância.

    • Caros IIr.’.,

      Em resposta a todos vocês, faço algumas considerações que julgo serem importantes para a nossa análise:
      – O fanatismo religioso É UM FATO, que não pode deixar de ser considerado, queiramos ou não;
      – Um homem inteligente pode se dar ao luxo de utilizar como “arma” a ironia, a crítica exacerbada, e até a ridicularização;
      – Um homem sábio utiliza a prudência em primeiro lugar, porque entende que a arma do ignorante pode ser letal.
      Os fatos falam por si próprios.
      O que acontece agora, de certo modo, é uma repetição do passado, num outro cenário é verdade, mas igualmente cruel e bárbaro.
      Será que não evoluímos nem aprendemos nem um pouquinho que seja?
      Não podemos esperar resultados diferentes, se não agirmos de modo diferente.

      Um TFA a todos.

  5. Meu Irmão é impressionante o quanto em pleno século XXI temos atitudes que em muito se parecem com as barbáries promovidas na idade média. É um grande pesar ver que o fanatismo e a intolerância ao invés de diminuirem tomam a via inverso.

  6. Se todos respeitássemos as escolhas alheias (principalmente as que vêm da emoção e não da razão), o mundo seria melhor, mais fraterno e menos violento.
    Por que diabos o cidadão tinha que escolher justamente a religião alheia para satirizar ? E ainda por cima tão frequentemente e tão áspera. Resultado: mais 12 mortos !
    Isto não é liberdade de expressão, nem de imprensa, é falta de respeito e muita, muita burrice.
    Cada um que viva com suas crenças ou com a falta delas.

    • Meu caro,
      Quando você entender o que é Maçonaria (se é que você é maçom) talvez deixe de julgar as pessoas com essa certeza. Nesse momento, você apertou o gatilho da kalashnikov junto com os terroristas, na medida em que considera justo o ataque porque as vitimas satirizaram a religião.

      Eu sugiro que você procure um grupo (talvez o Bolsonaro tenha um) onde esse ponto de vista seja “normal”.

      Na Maçonaria ele não é.

      • Caro Ir.’. Filardo;

        Ou de fato não me fiz entender, ou foi o Ir.’. que me julgou muito apressadamente.
        Não julguei ninguém, nem muito menos apoiei o atentado.
        Muito ao contrário, apenas disse que para o bem da Humanidade – como prega nossa Sub.’. Ord.’. – deveríamos respeitar a crença alheia, sem qualquer menosprezo ou ridicularização.
        Nada além disso !
        De resto, se não observamos este tipo de conduta, nos expomos – e a terceiros – a ações extremadas como esta, cujo custo não podemos pagar.

      • Meu Caro Ir.´.,

        Diante de um fato desses, somente cabe a condenação do atentado. Qualquer consideração sobre as vítimas implica julgamento. Temos sempre que nos lembrar de Maiakovski e de Brecht:

        “Primeiro levaram os negros, Mas não me importei com isso.
        Eu não era negro.

        Em seguida levaram alguns operários,Mas não me importei com isso
        Eu também não era operário.

        Depois prenderam os miseráveis, Mas não me importei com isso
        Porque eu não sou miserável.

        Depois agarraram uns desempregados, Mas como tenho meu emprego
        Também não me importei.

        Agora estão me levando, Mas já é tarde.
        Como eu não me importei com ninguém,
        Ninguém se importa comigo.”

        Bertold Brecht (1898-1956)

        Hoje são os jornalistas, amanhã pode ser que sejam os maçons…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: