Como tornar-se um(a) sofredor(a) em 14 lições


Tradução José Filardo

tears

Crédito da foto: Shutterstock.com

Os 14 Hábitos das Pessoas Altamente Sofredoras ou Como ter sucesso na autossabotagem.

Por  Cloe Madanes 

A maioria das pessoas alega querer ser feliz, ter uma vida significativa, divertir-se, experimentar a realização, compartilhar amor e amizade com outras pessoas e, talvez, outras espécies, tais como cães, gatos, pássaros e outros enfeites. Estranhamente, no entanto, algumas pessoas agem como se elas só quisessem sofrer, e elas têm notável sucesso em atrair o sofrimento para suas vidas, mesmo que elas obtenham pouco benefício aparente dele, já que ser sofredora não as ajuda a encontrar amantes e amigos , conseguir melhores empregos, ganhar mais dinheiro, ou ter férias mais interessantes. Por que elas fazem isso? Depois de ler atentamente a produção de alguns dos melhores cérebros na profissão da terapia, cheguei à conclusão de que o sofrimento é uma forma de arte, e a satisfação que as pessoas parecem encontrar nele reflete o esforço criativo necessário para cultivá-lo. Em outras palavras, quando suas condições de vida são estáveis, pacíficas e prósperas, sem guerras civis violentas em suas ruas, sem fome em massa, sem doença epidêmica, sem as humilhações vindas da pobreza – tornar-se sofredor é uma arte em si mesma, exigindo imaginação, visão e engenhosidade. Ela pode até mesmo dar à vida um significado distinto.

Assim, se você aspira a tornar-se um sofredor, quais são as melhores e mais comprovadas técnicas para fazê-lo? Vamos excluir algumas maneiras óbvias, tais como usar drogas, cometer crimes, jogar e bater em sua esposa ou seu vizinho. Estratégias mais sutis, aquelas que não levarão ninguém a suspeitar que você está agindo deliberadamente, podem ser altamente eficazes. Mas, você precisa fingir que quer ser feliz como todo mundo, ou as pessoas não vão levar o seu sofrimento a sério. A verdadeira arte é comportar-se de maneira que o levarão ao sofrimento, permitindo-lhe ao mesmo tempo afirmar que você é uma vítima inocente, idealmente das próprias pessoas de quem você está arrancando compaixão e piedade à força.

Nesse texto, eu cubro a maioria das áreas da vida, tais como família, trabalho, amigos e parceiros românticos. Essas áreas se sobrepõem muito bem, uma vez que você não pode arruinar a sua vida sem arruinar o seu casamento e talvez seus relacionamentos com seus filhos e amigos. É inevitável que, ao tornar-se um sofredor, você estará fazendo aqueles ao seu redor também sofredores, pelo menos até que eles o abandonem, o que lhe dará mais um motivo para se sentir miserável. Portanto, é importante ter em mente os benefícios que você está acumulando com seu sofrimento.

• Quando você está infeliz, as pessoas sentem pena de você. Não só isso, elas muitas vezes se sentem culpadas obscuramente, como se seu sofrimento pudesse de alguma forma ser culpa deles. Isso é bom! Há poder em fazer outras pessoas se sentir culpadas. As pessoas que te amam e aquelas que dependem de você pisam em ovos para certificar-se de que elas não digam ou façam nada que aumente o seu sofrimento.

• Quando você está infeliz, já que não tem esperanças e espera que nada de bom aconteça, você não pode ficar desapontado ou desiludido.

• Ser sofredor pode dar a impressão de que você é uma pessoa sensata e mundana, especialmente se você não sofre apenas em relação à sua vida, mas em relação à sociedade em geral. Você pode projetar uma aura de alguém sobrecarregado por uma forma de conhecimento profundo, trágico, existencial que as pessoas felizes e superficiais não podem apreciar.

Aprimorando suas habilidades de sofrer

Vamos direto ao ponto e dar uma olhada em algumas estratégias eficazes para se tornar infeliz. Essa lista não é de forma alguma exaustiva, mas dedicar-se a quatro ou cinco dessas práticas ajudará a refinar seu talento.

Leia mais…

Anúncios
Published in: on novembro 18, 2013 at 1:26 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2013/11/18/como-tornar-se-uma-sofredora-em-14-licoes/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: