Vale do Araguaia Maçônico

DIÁRIO DA MANHÃ
BARBOSA NUNES

Vale é uma depressão alongada mais ou menos larga, cavada por um rio. Planície entre montes ou no sopé de um monte. Várzea ou planície a beira de um rio. Figuradamente, vale de lágrimas. Definindo o mundo como lugar de sofrimento. Vale de Josafá, sÍtio onde os mortos, segundo as escrituras, hão de ressuscitar no dia do Juízo Final.
Neste vale sobre o qual inicio o artigo deste sábado corre um rio que tem maravilhas e belezas, um por do sol das mais belas imagens da natureza. É o Rio Araguaia, – Rio das Araras Vermelhas. Serenamente vai deslizando entre Goiás e Mato Grosso, guardando segredos, enigmático, nessa sina de ser rio – fronteira, seguindo adiante e marcando também os limites entre os Estados do Tocantins e Pará. Após percorrer dois mil cento e quinze quilômetros desagua no irmão, Rio Tocantins.
Chego então ao Vale do Araguaia, região compreendida entre os Estados de Goiás e Mato Grosso, uma das principais bacias hidrográficas do País, conhecida por suas belezas naturais, voltada para atividade pecuária com rebanho bovino superior a seis milhões e uma população com aproximadamente quinhentos mil habitantes.
Agora sim, chego ao título “Vale do Araguaia Maçônico”. Nesta região está plantada uma Maçonaria ativa, representativa e em caso único no Brasil, realiza o “Encontro das Lojas Maçônicas do Vale do Araguaia”, desde 1983. Sem interrupção em um ano sequer, todo mês de agosto ocorre o evento. Neste ano, em 18 de agosto a cidade de São Luis de Montes Belos sediou o trigésimo primeiro, já definido o trigésimo segundo em 2014 em Fazenda Nova.
São realizados com planejamento, pauta antecipadamente definida sobre assuntos locais estaduais e nacionais, além do foco no cidadão, família, juventude e especialmente temas sociais.
Recebi do coordenador regional Maçônico do Vale do Araguaia, Albertino Luiz Ferreira, uma coletânea das teses apresentadas, discutidas e aprovadas. Pontuo, um por um, alguns parágrafos.

Loja Maçônica Alvorada de Aragarças: abordou Maçonaria Contra as Drogas e Prevenção pelo Esporte assim se pronunciando: “Segundo o professor de Educação Física Augusto Cesar Carneiro Borges, a prática esportiva combate a depressão e o vício, liberando neurotransmissores que respondem pelo prazer e pelo bom humor.”
Loja Maçônica Aprendizes do Bem (Piranhas), assim se posicionou: “Nos últimos dias temos acompanhado através dos meios de comunicação as manifestações em todo território nacional, em que os manifestantes procuram serem ouvidos pelos políticos que insistem em ignorar os movimentos que visam acabar com a corrupção.”
Da Loja Aurora de Caiapônia ouviu se a afirmativa: “Colocando em outras palavras, é imperioso conhecer o obstáculo, para ultrapassando-o, atingir o bem – o progresso. Conhecer-se para progredir é algo que permeia a filosofia maçônica, o aperfeiçoamento e investigação constante da verdade.”
Loja Dimas Nasser (Bom Jardim de Goiás): “Observe neste instante e veja a imensidão que o rodeia. Veja cada objeto, peça e acessório em uso e o ambiente em que se encontra e tente imaginar quantos trabalhadores estiveram envolvidos no processo de produção desses utensílios, que significam o trabalho que dignifica o homem.”
Loja Estrela Montebelense (São Luis de Montes Belos), Expôs e discutiu o texto maçônico: “Não deveis combater somente as vossas paixões, mas ainda há outros inimigos da humanidade, como sejam, os hipócritas que a enganam, os pérfidos que a defraudam, os fanáticos, que a oprimem, os ambiciosos, que a usurpam e os corruptos e sem princípios que abusam da confiança do povo.”
Loja Planalto do Bem (Firminópolis), sobre a falta do amor: “Dia a dia estamos presenciando o distanciamento das pessoas causado principalmente pela ganância e pelo materialismo, pois nos encontramos na era das máquinas, era da morte pela violência desenfreada e a era dos problemas e dos conflitos.”
Loja Plenitude do Sigilo (Jussara),fez pronunciamento sobre a lealdade que no dicionário maçônico é atributo virtuoso exigido pelos participantes de um grupo em Loja, despertando-os para um universo de bons propósitos.
Loja Segredo e Vigilância (Paraúna), descreveu “a corrupção no Brasil e sua repercussão social, afirmando que o brasileiro está cansado e se manifestou e precisa continuar lutando em favor de uma mudança no quadro politico brasileiro.”
Loja União de Iporá (Iporá), levou ao plenário o tema Cooperação pela Água, conclamando: “A conservação das nascentes e matas ciliares existentes e a recuperação daquelas degradas é algo inevitável para melhorar e aumentar a disposição dos recursos hídricos, imprescindíveis à manutenção de toda forma de vida no planeta.”
Loja União e Sigilo (Fazenda Nova), cantou, sensibilizou pelosignificado da palavra irmão, apresentando o poema já musicado e de sucesso: “Não preciso nem dizer/ Tudo isso que eu lhe digo/ Mas é muito bom saber que eu tenho um grande irmão.”
Loja Vale do Rio Claro (Montes Claros de Goiás), concluiu as abordagens com a página “cultive o amor”. Em um dos parágrafos: “Não descuide do amor ele é poderoso medicamento na cura das dores da alma. Ninguém pode suprir a ânsia do coração a não ser com o amor. Não lute contra o coração. Siga as suas leis. Valorizar o amor é aprender a viver.”

A Maçonaria do Vale do Araguaia tem capilaridade, está presente, muito representativa e atenta com os problemas da região e tem extensão social e política no Grão-Mestre Estadual Luis Carlos de Castro Coelho, na coordenação regional de Albertino Luis Ferreira e nos Veneráveis Mestres das onze Lojas do Vale do Araguaia, Cleber Victor de Oliveira, João Pereira Goulart, João Bosco Carneiro Vilela, Cloves da Silva, Rubens Gonçalves Ramos,José Lici Lourenço de Oliveira, José Rubens de Mendonça, Marcos Fernando Braga, João Batista Alves, Valtoir Benedito de Oliveira e José Geraldo do Nascimento.

Pelo Vale do Araguaia corre permanentemente uma maçonaria comprometida com participação social e respeitada pelo seu interesse humano e comunitário.

(Barbosa Nunes, advogado; ex-radialista; membro da AGI; delegado de Polícia aposentado; professor; maçom do Grande Oriente do Brasil)

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2013/10/21/araguaia/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: