Nota Do Bispo De Pesqueira Advertindo Sobre A Maçonaria.

Texto da Nota emitida por Dom José Luiz Ferreira Salles, na tarde deste dia 30 de agosto de 2013, através da Cúria diocesana de Pesqueira, após reunião com a Comissão diocesana de pastoral para a Doutrina da Fé

Aos padres, religiosos (as), leigos (as) e a todos aqueles que as presentes letras virem, saudação, paz e bênção em nosso Senhor Jesus Cristo.

A respeito da celebração presidida pelo Pe. José Gomes de Melo realizada em Sanharó no dia 20 do corrente mês, que deu margem a comentários na internet que denigrem a Santa Igreja, faço saber a todos que:Lamento profundamente a reincidência neste erro gravíssimo que traz muitos transtornos à nossa Igreja diocesana. Por ocasião de denuncia sobre fato semelhante ocorrido em Belo Jardim, foram tomadas as medidas cabíveis de admoestação ao padre envolvido naquele triste e reprovável episodio, conforme o Direito Canônico e as orientações da Santa Sé. Também o Padre José Gomes de Melo foi severamente advertido, está afastado de suas funções paroquiais em Sanharó e das demais funções diocesanas. Ao mesmo, visivelmente arrependido, recomendamos recolhimento, penitência, oração e exigimos retratação perante a Igreja. Imediatamente, o citado padre nos apresentou uma carta escrita, assinada de próprio punho, na qual pede perdão e compromete-se a se retratar publicamente.

Esta Igreja diocesana reafirma a comunhão com a doutrina da Igreja e não permite que seja celebrada qualquer função em união com qualquer associação que não esteja em comunhão com a Doutrina da Igreja,. Não é permitido que se realize nenhuma ação litúrgica para a maçonaria nem consentido que sejam apresentados seus símbolos nas celebrações, muito menos que se celebre em ambiente de denominação maçônica.

Os presbíteros desta Diocese receberão um comunicado oficial do ocorrido tornando-os cientes de que será determinada a sumária suspensão do padre que porventura cometa qualquer abuso litúrgico ou ouse expor a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo à qualquer situação vexatória desta ou de outra natureza.

Aproveito esta Nota para ratificar a fidelidade desta Igreja diocesana à Cristo e à sua Igreja, sempre pronta a testemunhar a fé e anunciar a Boa Nova do Reino, percorrendo os caminhos da missão – frequentemente árduos – para santificar a todos.

Pesqueira, 30 de agosto de 2013

Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsRBispo Diocesano

Fonte: Comissão diocesana para a Doutrina da Fé

Anúncios
Published in: on setembro 2, 2013 at 8:07 am  Comments (3)  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2013/09/02/nota-do-bispo-de-pesqueira-advertindo-sobre-a-maconaria/trackback/

RSS feed for comments on this post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Nao entendo como a Instituiçao Igrja Catolica, provida de tantasmentes inteligentes, ainda continuam julgando (a meu ver) uma outra Instiuiçao sem ao menos conhece-la, ou nao sera so isto?
    Congratulaçoes aos Ilustres Irmaos que analiza e julgam com conhecimento de causa.
    Cito que, certa vez aqui no Or. de Aracaju, um padre fora convidado para proferir uma palestra e ao observar o L.L. no centro do Templo, nao se conteve e demonstrou sua grande surpresa por ali esta,aberto a Biblia Sagrada.

  2. Em 26-11-1983, o Cardeal Joseph Ratzinder, que veio a tornar-se, anos depois o Papa Benedito XVI, que graças a Deus renunciou , era naquela época o Prefeito da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, que é a sucessora da Santa Inquisição e seus tribunais originados ainda na idade média, em nota expedida respondia a todo o mundo que a Igreja continuava irreconciliável com a maçonaria, e, no mesmo documento, dizia: “Não corresponde às autoridades eclesiásticas locais pronunciarem-se sobre a natureza das associações maçônicas com um juízo que implique derrogação de quanto acima estabelecido e isto segundo a mente da Declaração desta Sagrada Congregação, de 17 de fevereiro de 1981 (cf. AAS 73, 1981, p.240-241)” . .Portanto, não caberia ao Bispo Dom José Luiz Ferreira Salles e a Comissão diocesana para a Doutrina da Fé (local) pronunciar-se a respeito. Dentro das suas atribuições, ele pode punir o Pe,José Gomes, sem passar pelo tribunal eclesiástico? Sem lhe dar o direito de defesa? Meu Deus do Céu, essa é a Igreja do terceiro milênio? Essa autoridade eclesiástica continua mergulhado nos calabouços da idade média. Por isso, a Igreja tem perdido tantos adeptos nos últimos anos. É uma pena, mas enquanto tiver gente assim, a Igreja só poderá regredir, infelizmente.

    • Parece-me que o Irmão está enganado. Leia novamente com atenção as palavras do Benedito:

      “Não corresponde às autoridades eclesiásticas locais pronunciarem-se sobre a natureza das associações maçônicas com um juízo que implique derrogação de quanto acima estabelecido e isto segundo a mente da Declaração desta Sagrada Congregação, de 17 de fevereiro de 1981 (cf. AAS 73, 1981, p.240-241)”

      ele diz: A autoridade local não pode se pronunciar COM JUIZO QUE IMPLIQUE DERROGAÇÃO DE QUANTO ACIMA ESTABELECIDO”.

      No caso em tela, o Bispo está exercendo sua autoridade de maneira correta, por isso ele é admirável.

      A igreja enquanto instituição é que é retrógrada e imutável.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: