Picuinhas à francesa…

Projeto de Confederação: mini soluços entre amigos

16 de janeiro de 2013 00:15 LE | POR

François Koch http://blogs.lexpress.fr/lumiere-franc-macon/

Eles o disseram. É incontestável. Um evento aconteceu no dia 15 de janeiro! Os cinco Grãos Mestres de cinco Grandes Lojas Regulares francesas organizaram conjuntamente uma entrevista coletiva. ‘ Esta é a primeira vez em que o ex-irmãos da GLNF dialogam oficialmente com outras potências francesas, enquanto eles estavam presos em um sistema que lhes impedia “, declarou Marc Henry, Grão-Mestre da GLDF. Ele disse.

Jean-François Buherne (GLIF), John Dubar (GLTSO), Mark Henry (GLDF), Robert Guino (LNF) e Alain Juillet (GL-AMF)

Os cinco Grãos Mestres nada revelaram de essencial sobre o seu projeto de Confederação. O que pode ser já é conhecido. Mark Henry revelou o essencial em uma entrevista aqui mesmo . O evento, acima de tudo, é que cinco Grãos Mestres se apresentam juntos publica e oficialmente diante da imprensa. O exercício é novo, completamente novo, por isso deve haver, necessariamente, mini-soluços. Vou citar quatro.

1. Há dois intrusos na mesa?

O convite para esta conferência de imprensa no Press Club de Paris, foi feito por Mark Henry com Jean Dubar (GLTSO) e Robert Guinot (LNF): “ Também estão convidados os líderes da GL-AMF e da GLIF “, especifica o convite. Até os últimos dois minutos, os dois Grãos Mestres oriundos da GLNF podem ter reservado a sua resposta, porque o comunicado distribuído no final da conferência de imprensa não mencionou a sua presença, uma vez que há perguntas apenas a três Grão Mestres presentes … embora houvesse cinco à mesa. VEJA AQUI o comunicado à imprensa das 5 GL em 15/1/2013 .

2. Recomposição ou não?

Ao me responder durante a entrevista coletiva, Marc Henry insiste e assinala: não há recomposição, porque não houve decomposição . Entretanto, eu objetei que ocorreram duas decomposições. A primeiro é a da GLNF, sem a qual as cinco Grandes Lojas Regulares europeias nunca teriam rompido com a GLNF e, portanto, sem a qual o projeto de Confederação nunca teria florescido. A segunda decomposição é a da Maçonaria francesa, composta de nove potências (1) desde 2002, e cuja última entrevista coletiva remonta a 19 de janeiro de 2011. A Maçonaria francesa foi claramente explodida em duas, as três que participam neste projeto de Confederação (exclusivamente masculina) … e as outras seis (cujo ponto comum é ter mulheres em seu seio), que preveem também se manifestar publicamente em breve. Uma decomposição parcial, certamente, pois os nove Grãos Mestres continuam a comer juntos, como é o caso desta tarde de 16 de Janeiro. Não há recomposição e nem decomposição, portanto, segundo Mark Henry … e, no entanto, o termo re-com-po-si-ção da PMF (paisagem maçônica francesa) figura bem no comunicado de imprensa acima.

3. As intervisitações da discórdia.

Desde que começou em junho de 2012, o assunto é espinhoso. Porque a renúncia à intervisitação é apresentada como um bilhete de entrada para o reconhecimento (das 192 outras Grandes Lojas regulares no Mundo). Mas sobre esta questão, a divergência é claramente aparente entre a GLDF de Mark Henry e a GL-AMF de Alain Juillet . O primeiro se recusa a receber em loja os irmãos das potências fora da Confederação (GODF, DH, GLMF …) enquanto Alain Juillet exclui isso categoricamente. Lembremos de uma coisa importante: a GLDF acolhe os membros do GODF, do DH, da GLMF ou da GLMU, todas mistas, mas apenas os homens.

4. Contas estranhas dos batalhões.

A Confederação, quantas divisões? “, perguntou legitimamente minha colega da Fig Mag . 60.000 irmãos , respondeu um Grão Mestre. Exatamente, confirmou um outro. ‘ Quem diz melhor? “, lançou Marc Henry, escondendo sua irritação (ele me dissera ontem que não estava interessado nessa questão). De repente, um dos dignitários da tribuna corrige: ” Sem dúvida é cerca de 55 a 60 mil irmãos. “Confesso que não entendo o interesse de inflar os números … a menos que seja absolutamente necessário superar o GODF que exibe 50.000. De acordo com minhas contas, a Confederação não excederá significativamente os 50 000 (que já é um bom resultado), porque é preciso adicionar a GLDF (perto de 33.000), a GL-AMF (12 500), a GLTSO (4 500), a LNF (350) e a GLIF (200) … todos esses números são oficiais, então certamente não subavaliados.

(1) Grand Orient de France (GODF), Grande Loge de France (GLDF), Fédération française du Droit humain (FFDH), Grande Loge Féminine de France (GLFF), Grande Loge traditionnelle et Symbolique Opéra (GLTSO), Grande Loge mixte de France (GLMF), Grande Loge mixte universelle (GLMU), Grande Loge Féminine de Memphis-Misraïm (GLFMM), Loge nationale française (LNF).

Anúncios
Published in: on janeiro 16, 2013 at 9:09 am  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://bibliot3ca.wordpress.com/2013/01/16/picuinhas-a-francesa/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. […] contra entrevista coletiva foi esta quarta-feira, 23 de janeiro, a réplica das seis potências àquela de oito dias atrás das cinco potências. Amigável (onze jornalistas foram convidados a almoçar em um restaurante […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: